Dr. Cláudio Paz revela que secretário de saúde ameaçou demitir seu filho e nora do SAMU de Codó

Em sua primeira entrevista após ser demitido do Hospital Geral Municipal (HGM) de Codó, o médico ginecologista e obstetra Dr. Cláudio Paz disse hoje (27), no programa do radialista Daniel Sousa, da rádio Eldorado AM, que o secretário municipal de saúde, Suelson Sales, ameaçou demitir seu filho e sua nora que prestam serviço no Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU).

“O secretário (de saúde) me falou da situação que estava acontecendo. Primeiro me sugeriu que eu pedisse demissão, eu imediatamente disse pra ele que não pediria demissão, até porque nós estávamos realizando nosso trabalho. Mas, eles que estão temporariamente no comando da cidade de Codó, poderiam tomar a atitude que assim lhe conviesse. Foi quando naquele momento o secretário me informou a minha demissão tanto de diretor clínico do HGM, como de médico do HGM, ginecologista e obstetra. E foi mais além, me disse que por conta da situação daquele momento essas demissões poderiam se estender ao meu filho de minha nora. Fato este que nos deixou indignado e mostrando que todos os critérios e de trabalho não são levados em consideração”, revelou Cláudio Paz.

Relatório

Dr. Cláudio Paz também relatou que vem sofrendo críticas de pessoas ligadas ao governo que estariam divulgando que ele teria sido demitido do HGM porque não estaria cumprindo seu plantão regularmente. Sobre esse assunto o médico leu um relatório que mostra o número de procedimentos que realizou nos 10 meses em que esteve atendendo no hospital do município.

“Trouxe aqui um breve relatório da nossa produção médica como ginecologista e obstetra de janeiro a outubro no HGM (…). Segundo os dados da própria produção do PPA do HGM, só de janeiro a outubro em consultas em ginecologia eu fiz 3.096 consultas, isso em 10 meses. Consulta na sala de admissão de obstetrícia, que eu também dava plantão na sala de parto, foram 720 consultas. Nós fizemos de janeiro a outubro 345 partos, sendo que foram 186 partos normais e 159 cesarianas. Além de fazer 35 curatagens. E também fizemos nesse período 85 cirurgias ginecológicas e biópsias”, informou Cláudio Paz.

A entrevista durou cerca de duas horas e abordou vários assuntos relacionados a saúde e política de Codó.

6 Comentários

  1. Esse Cláudio paz é sempre um oportunista. Sempre levando vantagem. Pode ser um bom médico, porém é um péssimo gestor. Por qual motivo ele foi demitido do Hospital Regional de Timbiras?

  2. Concordo com vc cláudio, esse médico dissem como profissional é excelente, mais como gestor é péssimo, foi o pior sec. De saúde q tivemos, agora ele tá sentindo na pele, mais é peseguidor tbm, demitiu médicos, emfermeiro, (as)etc…q não liam na cartilha dele, e ainda meteu a mão no dinheiro da saúde, pra kem não sabe essa clinica de HEMODIALISE de codó é dele…!!!!

  3. Esse filho dele nao gosta de trabalhar mesmo. Kkkk. Será que já estão pensando nas próximas eleições, eles apoiam o futuro prefeito e ganham a secretaria, direção do HGM e de quebra seu filho continua sem gostar de trabalhar. Kkkk

  4. Yuri e Leda São os piores enfermeiros que hoje exercem atividade no samu de Codó.
    Yuri é perseguidor, preguiçoso, ineficiente e incompetente. Leda é pior ainda. Preguiçosa e extremamente incompetente. E mal conhece os equipamentos e funcionamento da ambulância! São dois “peso morto”. Quem conhece o samu sabe que os dois só estão ali por questões políticas! Quando saírem farão um favor a sociedade.

  5. Hoje ele sente na pele o que é ser perseguido, enfermeiros foram demitidos do SAMU na época em que ele era secretário de Saúde sem nenhum motivo aparente, apenas para satisfazer a antiga Coordenadora que era unha e carne com ele, jamais levaram em consideração os serviços prestados pelos profissionais naquela época. Um dia é da caça e outro do caçador.

  6. Produção médica que ele era bem remunerado para fazer, fala como se tivesse feito um favor!!!
    Ainda usava as instalações do hospital para politicagem!!!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: O conteúdo está protegido !!