Delegado revela detalhes do desaparecimento de adolescente codoense

A 4ª Delegacia Regional de Polícia Civil de Codó assumiu a investigação do desaparecimento de Eudilane dos Santos Silva, de 15 anos. A adolescente sumiu na última quinta-feira (17) após sair de casa para escola.

O delegado responsável pelo caso, Rômulo Vasconcelos, afirma que a investigação foi iniciada e que várias pessoas já foram ouvidas. Ele disse que a estudante recebeu R$ 500 que foram depositados na conta de uma amiga. Ela teria sacado o dinheiro na quinta-feira (17) e na manhã do dia seguinte comprou uma passagem e viajou em um ônibus com destino a São Paulo.

“Até domingo ela comunicou com alguns parentes, mas ela está decidida a não voltar. Na verdade, ela fugiu de casa. Acredito que por algumas histórias de amigas dela, supostamente ela possa estar grávida, porque ela citou isso e ela se foi embora daqui de Codó (…)”, disse o delegado.

Rômulo Vasconcelos acredita que não aconteceu nada de grave com a garota e que ela apenas teria fugido de casa. Ele afirmou também que a adolescente teria se apaixonado por um rapaz ainda não identificado pela polícia.

“Graças a Deus ela não está morta, não aconteceu nada de grave com ela, mas, infelizmente quem tá sofrendo é a família e muito, porque é uma menina de 15 anos que foi se embora de casa”, completou o delegado.

Dona Roseane dos Santos Silva, mãe da desaparecida, concedeu entrevista a imprensa e disse que sua filha mandou mensagem para ela relatando que estava bem e encontrava-se escondida. Emocionada, a mulher pede que a adolescente retorne para casa.

“O que eu peço é pra ela me ouvir, volta pra casa, porque ela tem três irmãos pequenos e só é a única filha mulher que eu tenho. Peço que ela me entenda e volte pra casa”, pediu.

Com informações da repórter Emanuela Carvalho, da TV Cidade. 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *