Conheça a magia do vídeo mapping, uma das principais atrações do Natal do Maranhão

Como que em um passe de mágica, a imponente fachada do Palácio dos Leões, edificação de arquitetura neoclássica erguida em 1612 no coração do Centro Histórico de São Luís, se transforma em um gigantesco painel multicolorido, onde cazumbás, bandeirinhas de São João e elementos natalinos aparecem e desaparecem entre as janelas e colunas do prédio secular, que ganha ‘vida própria’ e parece ‘dançar’ conforme a música. 

O que parece uma viagem mágica é na verdade um pouco do efeito audiovisual por trás do vídeo mapping, um dos principais atrativos da programação do Natal do Maranhão 2020. 

Após um final de semana de testes, a apresentação deste ano começou a ser exibida ao público na noite desta sexta-feira (4), e se estende durante todo o mês de dezembro, com projeções diárias a cada 30 minutos, sempre das 18h30 às 22h.

As projeções em vídeo mapping já são velhas conhecidas do público maranhense. Este já é o quarto ano em que as animações tridimensionais enfeitam as paredes frontais da sede do Poder Executivo Estadual nessa época do ano.

O espetáculo que encanta ludovicenses e turistas é fruto de um longo trabalho desenvolvido por uma equipe multidisciplinar do Estúdio Preto e Branco, produtora audiovisual sediada em São Paulo (SP), com 42 anos de atuação nos segmentos cultural e corporativo e 18 anos de experiência no uso do mapeamento de vídeo, técnica que projeta e manipula imagens em superfícies irregulares.

“É um processo bem trabalhoso, que envolve bastante gente e muitos profissionais diferentes. Oito profissionais, entre designers de vídeo, trabalharam nesse projeto do Palácio dos Leões, mas dependendo do tamanho e do prazo, a gente pode envolver até mais gente”, conta o publicitário e designer Marcio Luis Borges, um dos sócios e diretores de criação da empresa. 

Segundo Marcio Borges, apesar da tecnologia envolvida, que conta com o uso de softwares dedicados para animações em 2D e 3D e projetores de alta luminosidade, o videomapping é na verdade “uma grande ilusão de ótica” ao ar livre e em grande escala. 

“É engraçado falar isso. O mapping de fachada como a gente faz na verdade é uma grande ilusão de ótica. É baseado em física, em óptica. É um processo de cálculo, de distorção de imagem, para dar a sensação que a gente quer”, detalha Borges. 

Extensa pesquisa

O processo de elaboração das projeções envolve trabalho de campo, extensa pesquisa sobre a cultura e as manifestações folclóricas locais, análise de planta arquitetônica e de fotos da edificação.

“A gente recebe um briefing que dá uma direção com o que a gente vai trabalhar. O tema desse ano, por exemplo, é ‘união e esperança’. Temos, então, que fazer uma pesquisa gigantesca. A cultura maranhense é muito rica. Procuramos transformar essa mensagem [do briefing] do jeito mais lúdico possível. Eu tive o prazer de ir ao Maranhão. Conheci todos os prédios ao vivo, tive como fotografar e ver como é a arquitetura de verdade”, pontua Marcio Borges.

Com trabalhos audiovisuais apresentados em diversos países, como França, Alemanha e China, no Maranhão a produtora de Marcio Borges também é responsável pela projeção em exibição no prédio reformado da REFFSA e pelo vídeo mapping utilizado em 2019, na reinauguração do prédio histórico do Engenho Central de São Pedro, no município de Pindaré-Mirim.

Para Igor Ventura, sócio de Marcio Borges e um dos diretores de criação da produtora, o grande desafio é sempre encontrar novas referências – inclusive de projeções mapeadas em outros países – para não cair na mesmice. 

“Tem sido um aprendizado e um exercício de se reinventar. O tema é sempre o mesmo, mapping de Natal, e é sempre no mesmo lugar. Pra gente o grande desafio é como conseguir fazer uma coisa legal, diferente, de uma forma que não seja repetitiva e igual aos outros anos”, ressalta Igor Ventura.

Efeito 3D

As projeções aplicadas no Palácio dos Leões e na REFFSA são marcadas pelo uso de tecnologia 3D, que utiliza a volumetria para ‘brincar’ com os diferentes níveis da estrutura arquitetônica dos prédios. 

“Usamos esses volumes do prédio para dar profundidade, para ‘quebrar’ um pedaço do prédio, mostrar o que tá dentro, para criar essas ilusões de ótica. Todo o tempo a gente brinca com o prédio, coloca ele para trás, para frente ou desconstrói o prédio inteiro, reconstrói, gira o prédio inteiro… Esse tipo de recurso a gente só consegue quando trabalha em 3D, quando a gente consegue a volumetria”, revela Marcio Borges. 

Com sessões celebradas pelo grande público, o vídeo mapping produzido pela dupla Marcio Borges e Igor Ventura virou sensação no Maranhão, aquece o turismo e estimula o comércio na região central do Maranhão  

Igor Ventura avalia que exibir as projeções ao público é uma forma de prestigiar a cultura local, ao tempo em que proporciona lazer à população. 

“Eu acho importantíssimo esse tipo de coisa para prestigiar a data comemorativa, para prestigiar a cultura maranhense, a cultura local. Quando mais incentivos culturais, melhor. Acho importante destinar parte dos recursos do governo para esse tipo de lazer”, afirma o designer. 

Além do vídeo mapping no Palácio dos Leões e na REFFSA (exibido aos sábados e domingos de dezembro, com projeções de meia em meia hora, das 18h às 22h), a programação do Natal do Maranhão 2020 também conta com decoração temática na Praça Pedro II e na REFFSA. 

Para ter acesso aos espaços de projeção é obrigatório o uso de máscaras de proteção e o respeito ao distanciamento social. 

O Natal do Maranhão 2020 é uma realização do Governo do Maranhão, por meio da Secretaria de Estado da Cultura (Secma), com apoio do Grupo Mateus e da Equatorial Energia.

ASCOM

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *