Comitê Científico de Combate ao coronavírus defende medidas restritivas

Em reunião com o governador Flávio Dino, na manhã desta sexta-feira (27), o Comitê Científico de Prevenção e Combate ao Coronavírus no Maranhão defendeu que as medidas preventivas adotadas pelo Governo do Estado devem ser mantidas para facilitar o achatamento da curva do coronavírus e evitar uma tragédia no sistema de saúde.

O comitê se reunirá a cada 48h para analisar a situação da crise sanitária, sempre para definir novas ações com base em conhecimentos científicos e opiniões de especialistas no assunto, especialmente infectologistas. 

O comitê científico é formado pelos Dr. Rodrigo Lopes, Dra. Giselli Boumman, Dra. Conceição Pedroso, Dr. Edilson Medeiros e Dr. Marcos Pacheco. A coordenação é feita pelo secretário de Saúde, Carlos Lula, e a subsecretária de Saúde, Karla Trindade.

A definição pela manutenção das restrições segue posição da comunidade médica maranhense, que em nota conjunta emitida pelo Conselho Regional de Medicina do Maranhão, pela Associação Médica Brasileira no Maranhão e pelo Sindicato dos Médicos do Maranhão, também defende o distanciamento.

Ao final da reunião, o governador Flávio Dino reiterou que deseja a suspensão das medidas restritivas com a máxima velocidade possível, desde que haja segurança para a população. “Tudo que eu faço é baseado em critérios técnicos transmitidos pelos profissionais de saúde”, finalizou Flávio Dino. A previsão é que na próxima semana comece a flexibilização das medidas, caso não ocorra uma explosão de novos casos de coronavírus diagnosticados no estado.

Veja a nota das entidades médicas abaixo:

“As entidades médicas maranhenses reunidas, pela presente nota, vêm a público reiterar a necessidade do isolamento social como ocorrente, que se mostra o único meio adequado ao combate do alastramento da pandemia do novo coronavírus (Covid-19), até que ultimadas todas as medidas de aparelhamento necessárias à administração da crise sanitária instalada.

Portanto, consideramos que o atual momento ainda recomenda a manutenção das medidas preventivas que impliquem na restrição de aglomerações e grande circulação de pessoas, especialmente porque a presente semana é considerada crucial para o retardo da curva de crescimento da pandemia, quando se considera que os já infectados, sem demonstração de sintomas, deixarão de ser vetores de transmissão, passando a agentes de imunização, com o que poderemos retornar à normalidade.

Assim, cônscios de suas responsabilidades sociais, recomendamos às autoridades a manutenção das medidas já decretadas, até que se tenha hábil revisão dos indicadores científicos para utilizados, com os respaldos devidos pelos especialistas na área da saúde, notadamente os infectologistas.

(Sindmed-MA; CRM-MA e AMB- Maranhão)”.

2 Comentários

  1. Quando uma doença já se torna objeto de politicagem e não mais preocupação com a população, aos poucos essa doença causada por um vírus, chamado Codivid-19 vai ganhando sua forma e mostrando pelas próprias estatísticas que não é pra tanto alarde como a algumas mídias vem atenuando e causando um grande pânico ao sociedade em geral, temos sim que nos prevenir mais não deixar de se socializar que não no meu ver esse isolamento prolongado vai trazer mais problemas psicológicos as pessoas do que o próprio vírus em si, que por sinal já tem um remédio que já é usado para malária e outras doenças que vem tendo um efeito positivo contra esse vírus, como uma orquestra ensaiada alguns órgão vem seguindo a orientação do “isolamento do comércio” por que vemos as pessoas transitarem livremente por aí, e até aconselho transitar mesmo desde que tome os devidos cuidados sugeridos pelo ministério da saúde afinal a vitamina D que recebemos do sol nos deixa mais imune a essa enfermidades e outras, não precisa tanto isso, tanto pavor as pessoas já sabemos classificar as classes de risco é só obedecer e deixar a vida seguir normais, as pessoas trabalharem e as empresas produzirem pois pelo contrário vamos entrar em um colapso econômico que seria muito pior!

  2. Quarentena para um vírus que já tem cura amplamente disponível ao público pelas farmácias e pelo SUS, ou seja, ta quebrando o maranhão de graça e depois ainda vai querer por a culpa no presidente!

Deixe uma resposta para Ivan Policarpo Cancelar resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: Content is protected !!