Com quintal alagado, família humilde pede ajuda da população codoense

Os humildes moradores de uma casa localizada na rua São Joaquim, bairro Santo Antônio, em Codó, estão sofrendo com a grande quantidade de água que está acumulada no quintal da residência.

Segundo a proprietária, uma senhora identificada como Maria Conceição Barbosa Assis, conhecida como dona Nega, a cerca de dois meses o quintal da casa está alagada. O problema tem ocasionado mau cheiro e excesso de insetos no local. Os vizinhos temem uma epidemia de dengue.

Os moradores chegaram a fazer uma espécie de valeta, porém não conseguiram escoar a água do loca. Diante da dificuldade, eles pedem ajuda da população codoense para que o quintal seja aterrado com barro.

“Aqui tá muito difícil, já estamos com dois meses com essa água parada aí no quintal e não sei mais o que fazer para secar. O único jeito é colocar umas duas carradas de barro. Mas não temos condição e por isso peço que as pessoas nos ajude a resolver esse problema”, pediu dona Nega.

Quem tiver condições de ajudar essa humilde família deve procurá-los na rua São Joaquim (Vila Santo Antônio), N° 1070, bairro Santo Antônio, ou pode entrar em contato com sua vizinha que possui o telefone de número (99) 98835-5023.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: O conteúdo está protegido !!