CODÓ – 124 anos de uma trajetória magnífica

Nos primórdios da colonização da terra codoense existiram fatos que, certamente desvaneceriam os desbravadores dessa florescente empreitada, mas não aconteceu, prosseguiram.

Acontecimentos assim, são considerados normais aos aglomerados, objetivando tornarem-se povoados, com as condições mínimas ao atendimento dos seus habitantes.

Codó, aos poucos superou esses obstáculos e deu azas ao futuro. Adquiriu a condição de Vila, oficializada através da Lei Nº 68, de 24 de julho de 1838.  Decorridos 58 anos (1896), o Município emancipou-se politicamente, conforme Lei Nº 133, de 16 de abril daquele ano, sendo seu primeiro Intendente Francisco Sérgio Bayma. A partir daí, o Município, a cidade principalmente, adquiriu os meios necessários para o seu desenvolvimento emergente.

Codó, terra abençoada por Deus e seus Padroeiros. Os seus habitantes, não obstante as dificuldades enfrentadas, prosseguiram na sua luta diária, buscando sempre o melhor para sobreviverem.

Neste feliz dia 16 de abril de 2020, quando completa 124 anos de emancipação política, não faz mal que se diga: Codó – TERRA DE UMA CULTURA GRANDIOSA E MAIORES OS SABERES DO SEU POVO.

Parabéns Codó!

Professor Carlos Gomes

Codó-MA, 16 de abril de 2020

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: Content is protected !!