Candidatura de Roseana Sarney depende mais da polícia que da política

Blog JM Cunha Santos, com edição – O PMDB mandou fazer uma pesquisa entre candidatos ao governo do Estado, conforme divulgação da própria mídia sarneisista. Foi o bastante para que explodissem especulações em torno dos números.
Alguns dizem que os entrevistados nem querem acreditar que Roseana Sarney tenha coragem para ser candidata em meio a tanto escândalo de corrupção atingindo sua família. Outros juram que é porque, desesperada com seu fraco desempenho eleitoral, já teria aceito ser vice na chapa de Maura Jorge. E ainda haveria no partido os que acham que eleição ganha quem tem mais dinheiro e que, portanto, a candidata natural da família deve ser Andrea Murad, em virtude daquele bilhãozinho que sumiu de helicóptero da Secretaria da Saúde. Coisa que não é aceita entre a maioria dos correligionários porque outro bilhãozinho sumiu da Secretaria da Fazenda e, portanto, ninguém sabe quem tem mais dinheiro pra gastar, se Roseana ou Andrea Murad.
Enquanto isso, o governador Flávio Dino, em muito raro feito entre governantes de todo o Brasil, aparece na orla dos 60% de aprovação popular após quase 2 anos e meio de governo. Diante desse fato, os especuladores não resistem e afirmam que Roseana carregaria 80% de rejeição na disputa de qualquer cargo no Maranhão.
Tem gente assegurando que a candidatura de Roseana Sarney depende mais da polícia e da justiça que da política. Se Bia Venâncio e Mábenes Fonseca forem libertados até o início do ano que vem, Roseana Sarney se candidata ao governo do Estado; se Lobão escapar dos 5 inquéritos que lhe pesam sobre a cabeça no Supremo Tribunal Federal, Roseana Sarney se candidata ao governo do Estado; se ficar provado que Michel Temer não chefia uma quadrilha acostumada com malas de dinheiro, Roseana se candidata ao governo do Estado.
Caso contrário, vai lutar por uma vaga de vereadora em 2020, para muitos correndo o sério risco de não se eleger.

Fonte: John Cutrim

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *