BOMBA! Mundo Fit emitia notas, mas não vendia lanches para a Prefeitura de Codó

Após denúncias feitas pelo vereador Domingos Reis, o Tribunal de Contas do Estado do Maranhão (TCE-MA) realizou uma investigação minuciosa e descobriu que a empresa MUNDO FIT fornecia notas fiscais de venda de lanches e refeições, mas não tinha estrutura para fornecer os produtos para a Prefeitura Municipal de Codó.

O TCE-MA descobriu que a empresa MUNDO FIT (J.F. DE OLIVEIRA E CIA LTDA) é uma loja de produtos fitness, naturais, suplementos, produtos integrais e roupas feminina. Nada revela a estrutura ou capacidade para atender demanda de alimentos preparados, como refeições e lanches, especialmente nas quantidades estipuladas no contrato fechado com a Secretaria de Desenvolvimento Social, no total de 244.470 lanches e refeições que teriam sido fornecidos em menos de um ano.

O órgão constatou ainda que após a análise das notas fiscais de compra e venda no sistema da Secretaria de Fazenda do Maranhão (Sefaz-MA) foi descoberto que a quantidade de produtos alimentícios adquiridos pela empresa, especificamente aqueles que entram na fabricação de lanches e refeições, é muito pequena, quando comparada com os valores de notas ficais de venda de lanches e refeições para a Prefeitura de Codó. Durante os quatro primeiros meses de 2018, de abril a julho, a empresa comprou apenas R$ 3.249,04 em lanches e refeições. No entanto, forneceu notas fiscais de venda para o governo no valor de R$ 633.886,00.

O TCE-MA também verificou que de abril a dezembro de 2018, a MUNDO FIT forneceu lanches e refeições para o governo municipal no valor total de R$2.329.047,26. No período analisado foi descoberto que a empresa só emitiu notas fiscais de venda para Prefeitura de Codó, sendo, portanto, o seu único “cliente”.

A investigação também apontou que o volume mensal de recursos apurados das notas fiscais emitidas pela MUNDO FIT é muito maior que capital social da empresa.

Foi descoberto ainda que a MUNDO FIT modificou o nome de sua razão social, de N M F de O QUIROGA E CIA LTDA – ME para J F. DE OLIVEIRA E CIA LTDA, uma referência ao nome de NAGILA MAIANE FONTES DE OLIVEIRA QUIROGA, funcionária da Secretaria de Desenvolvimento Social e sócia da empresa. Também foi comprovado que a atual sócia- administradora da MUNDO FIT, Senhora JESUITA FONTES DE OLIVEIRA, é mãe de NAGILA MAIANE, fato que constitui parentesco e pode indicar a existência influência sua na administração da empresa.

Por fim, o TCE-MA determina que o prefeito de Codó, Francisco Nagib, e a secretária Municipal de Desenvolvimento Social, Agnes Oliveira, apresentem alegações de defesa acerca do teor da denúncia e das supostas irregularidades apontadas na investigação.

12 Comentários

  1. daqui a pouco vai aparecer uns por aqui dizendo que tudo isso é MENTIRA E INVENÇÃO PARA PERSEGUIR O PREFEITO E A PRIMEIRA DAMA. KKKKKKKKKKKKKKKKKKKKK

  2. Codó hoje é dos Oliveiras, kkkkkkkkkkk brincadeira um negócio desse

  3. “Cadê o dinheiro que tava aqui ? ” não vai dar em nada isso ai, com dinheiro é facil comprar a justiça. Tem juiz e desembargador de plantão so esperando grana…

  4. Va de novo pra televisão chorar e dizer que está sendo perseguida belezinha, a hora de vocês vão chegar e só questão de tempo.

  5. A verdade é uma só! A culpada de tudo isso é a população de Codó, por não escolher por critério seus representantes, especialmente os vereadores, pois eles são ou eram para serem os guardiões da verba pública, infelizmente a grande maioria estão defendendo seus interesses em detrimento dos interesses da população. O prefeito sabendo que os vereadores não tem compromisso, cooptam os mesmos através de várias vantagens e assim faz tudo a seu bel prazer. Ouvi um vereador que se diz “pastor” que ao invés de fiscalizar as verbas públicas, disse que o prefeito “tem presunção de inocência ” e o mesmo vai provar, vejam aonde chegamos, tenho pena das “ovelhas” desse “pastor”, com certeza são enganadas e não se dão conta disso. Faço minhas as palavras do personagem “Chapolim Colorado”. E agora quem irá nos defender?

  6. Bom dia!

    E parece que o município não está se importando muito em fazer o que a lei determina. Esse ano quem ganhou a licitação para fornecimento de lanches foi a empresa de Ana Emília, esposa de Alberto Barros, que jamais trabalhou com fornecimento de alimentos e sim com venda e aluguel de roupas. O edital deixou bem claro que a empresa fornecedora deveria trabalhar com fornecimento de alimentos.. e convenhamos, quem não sabe na cidade de Codó que a Ana Emíia não trabalha com fornecimento de lanches. Provável que todos os membros da comissão de licitação possui essa informação.. Isso o Alberto Barros não noticia…rsrsrsr

  7. O pior disso, é que essas denuncias so começaram agora por parte do Vereador Domingos reis, pq o mesmo deixou de ganhar a mesadinha do prefeito, pq se for puxar as trambicagens que teve da família dele na época do zito se vai descobrir muita coisa. Ai o problema e esse se ele estivesse ainda mamando nas tetas estaria caladinho e agora se faz de defensor do povo, todos diginos de cadeia

  8. Votem bem de novo, como o Antonio Carlos citou, responsável por tudo isso é a população que vota. Vai atrás de qualquer sifras. Ano que vem vcs vão vê a quantidade de candidatos a vereadores que estarão ao lado do governo e ai vcs vão saber a realidade da coisa $$$$$$. Vamos mudar não eleja e nem reeleita que já foi ou passou pela Câmara e prefeitura. Vamos apoiar quem nunca passou por lá.

  9. O pior é saber que quem nunca passou só está esperando a hora de dar uma bela mamada. Sem punição difícilmente irá ter honestidade!

    • Irlan Rodrigues Pinto

      Faz tempo que isso acontece! Pelo menos agora a verdade veio a tona, a população não tem culpa desse tipo de maracutaia pois infelizmente o dinheiro fala mais alto. Você até pode denunciar mais será o mesmo que nada. Só pessoas de poder podem derrotar outras de poder infelizmente!

  10. Neste momento em que a população de Codó,está tendo a oportunidade de lançar luz sobre a onda de corrupção no poder municipal,não importa o caráter da fonte,mas,sim, a veracidade da notícia e o interesse público. Portanto, é preciso que nos transformemos em “CÉLULAS” e façamos através dela essa informação se multiplicar,para que assim a população tome conhecimento das falcatruas cometidas no no âmbito do poder municipal,afinal,as eleições municipais se aproximam e, se queremos acabar com essa safadeza temos conscientizar a todos e fazer uma MUDANÇA GERAL na esfera do poder municipal.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *