Barreira volta a romper após trabalho mal feito da Transnordestina e incompetência da Prefeitura de Codó

No início do mês, moradores da Avenida 1° de Maio, no bairro Santo Antônio, sofreram com o rompimento de uma barreira que dá sustentação a um trecho da linha férrea que passa próximo ao local. O problema ocorreu após uma forte chuva que caiu na região e deixou ruas e casas alagadas.

Como não havia possibilidade do trem passar por conta do problema, a empresa Transnordestina Logística S.A. fez um paliativo no local. No entanto, o trabalho mal feito não suportou as águas da chuva da noite desta quinta-feira (19), a barreira voltou a romper e os moradores tiveram suas casas novamente alagadas.

Os moradores da região estão revoltados com a situação e dizem que a Prefeitura de Codó está sendo incompetente. Eles alegam que a Transnordestina deveria ser multada pelo governo e obrigada a fazer um serviço que qualidade e definitivo no local.

3 Comentários

  1. Marcos faz uma matéria completa do porque isso está ocorrendo.
    Veja os motivos desta água estar seguindo para este local do rompimento.
    Observe se não tem ou teve obras do lado superior que fizeram estas águas das chuvas buscarem este novo caminho.
    Lembrar que até o ano passado e nem nas grandes chuvas dos anos anteriores não havia esta situação.
    Faça isso como jornalista investigativo e indague o Prof Alex da UFMA que é um professor muito competente e qualificado que conhece a geografia em Codó.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *