Aumenta para 14 o número de casos registrados do novo coronavírus no MA

Subiu para 14 o número de casos registrados do novo coronavírus (COVID-19) no estado do Maranhão. A informação foi confirmada na noite dessa quinta-feira (26) pelo governador do Maranhão, Flávio Dino, por meio de uma rede social.

De acordo com o governador, apesar de todas as medidas preventivas adotadas no estado, os casos de pessoas infectadas vem crescendo gradativamente. “Tendência continua a ser de elevação de casos, apesar de todas as medidas preventivas que adotamos”, disse.

Na quinta, o governador do Maranhão havia afirmado durante uma entrevista no Palácio dos Leões, sede do governo, em São Luís, que o estado já contabilizava 10 casos. Ao todo, até agora, a Secretaria de Estado da Saúde (SES) informa que monitora 728 casos suspeitos do novo coronavírus em 77 municípios do Maranhão.

Com informações do G1 Maranhão.

1 Comentário

  1. Meu amigo, a situação ta mais feita que podemos imaginar e a maioria não percebeu isso.

    Estamos vencendo uma batalha, que é reduzir os números de casos, mas a guerra contra o vírus continua e a maior batalha não é nesse período que estamos de quarentena, a maior será depois, quando todos forem para as ruas, vulneráveis e suscetíveis a pegar o vírus que ainda circula em pessoa que não apresenta sintomas e por isso não saberão que estão com ele.

    O pico de contagio ainda não ocorreu no Brasil, o mais preocupante é saber que esse pico esta sendo adiado, ninguém esta imune, não existe vacina, a unica solução que apresenta bons resultados é o tratamento dos infectados EM ESTADO GRAVE APENAS com a cloroquina e azitromicina, mas necessitaria de leitos, se haver crescimento abrupto de casos, não haverá leitos suficientes pra todos que necessitam no minimo 7 dias para apresentar melhora, mas ainda sim não elimina o vírus totalmente porque fica ainda pequena quantidade dele no organismo como vi hoje 27/03 as 10:30 uma doutora falando disso na Globo e o paciente pode novamente apresentar sintomas após receber alta, como já ocorreu.

    Codó apenas tem 9 leitos, é dramático imaginar a existência de dezenas ou centenas de pessoas precisando de tratamento.

    O maior desafio estar por vir e os mais pobres não estão mais aguentando tanto tempo sem trabalhar, sem apoio financeiro do governo a fome vai falar mais alto e anota ai, podemos ver um aumento da criminalidade.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *