Prefeitura erra ao construir rampa apenas em um dos lados do canteiro central da avenida Augusto Teixeira

Calçamento irregular, buracos e obstáculos são rotina para quem circula pelas calçadas da cidade de Codó. A dificuldade de locomoção é ainda maior para quem usa cadeira de rodas, porque em alguns lugares as rampas de acessibilidade simplesmente não existem. É o caso do canteiro central da Avenida Augusto Teixeira.

Uma rampa para deficientes físicos foi construída em frente ao prédio da antiga SAMEC. No entanto o que deveria ser comemorado pelos cadeirantes, virou uma dor de cabeça para os que precisam atravessar de um lado para o outro. O motivo é que a prefeitura construiu apenas uma rampa, somente de um lado, o outro lado do canteiro é muito alto e é praticamente impossível um cadeirante conseguir subir ou descer.
A equipe de jornalismo do Blog do Marco Silva tentou entrar em contato com a Prefeitura de Codó, porém, como o contato foi realizado no final de semana, ninguém atendeu.

 

VEJA TAMBÉM OUTRAS MATÉRIAS

1 comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *