Sexo a três acaba com um participante morto a facadas

Uma tentativa de sexo a três acabou em morte, na cidade de Nova York, Estados Unidos. Segundo informações da polícia local, os indivíduos estavam praticando o ato quando um deles decidiu filmar a ação. No entanto, a mulher ficou irada e pediu para ir embora. O dono do apartamento, Jack Doherty, então, a levou para casa.
Antes de sair, porém, ela ligou para o namorado, que não participava do ménage, e disse que havia sido estuprada. Momentos depois da ligação, as câmeras de vigilância do prédio flagraram três homens chegando ao prédio algum tempo depois do fato. De acordo com a polícia, eles partiram para cima de Manos Ikonomidis, 20 anos, dando três facadas, que atingiram o peito e as costas.
“Parecia um filme de terror. Foi horrível, um pesadelo”, contou Carol Peterson, moradora do edifício ao jornal NY Daily News. Como não estava em casa, Jack foi ouvido pela polícia e liberado. Nenhum dos suspeitos foi identificado e as autoridades ainda investigam o caso.

Fonte: Metrópoles

Após fortes acusações, Dudu Camargo se pronuncia e vai processar suposto ex-namorado

No fim de noite desta terça-feira (20), Dudu Camargo, apresentador do “Primeiro Impacto”, do SBT, sofreu fortes acusações nas redes sociais partidas de um jovem que se diz seu ex-namorado (os dois aparecem juntos em fotos e vídeos).
Em publicação em seu perfil no Facebook (que já conta com mais de 69 mil curtidas e 20 mil compartilhamentos), Robert Oliveira, suposto ex-namorado de Camargo, disse que “muitos o conhecem como o cara chato que apresenta o jornal da manhã [‘Primeiro Impacto’], mas que o conhece como o ex abusivo que fez coisas imperdoáveis”.
No relato, o jovem afirma que, durante o relacionamento, o apresentador do SBT “gritava, ficava de cara feia, falava m*rda”, ainda diz que ele o “machucou feio” durante uma das brigas que tiveram e, declarou: “ele cada dia era mais estourado, e não só comigo, com todos, até com a família”.
Após as acusações, Camargo se pronunciou por meio de sua assessoria. “Simplesmente uma pessoa está tentando se promover. Apenas isso. Por que repercutiu muito o Dudu com a Maisa e o cara quer uma carona, só que ele está pegando carona no lugar errado porque ele vai responder isso com a Justiça”, disse o assessor do pupilo de Silvio Santos em conversa com o TV Foco.
Por volta das 14h desta quarta-feira (21), o assessor de Camargo se reunirá com o advogado que vai cuidar do caso para tomar as primeiras providências.

Fonte: O TV Foco

BOMBA – Folha de pagamento dos servidores municipais de Codó poderá ser vendida por R$ 2 milhões

A prefeitura Municipal realiza nesta quinta-feira (22), às nove horas da manhã, o processo de licitação para a contratação do banco que vai assumir a folha de pagamento dos servidores ativos, inativos, pensionistas ou qualquer outra pessoa que mantenha ou venha manter vínculo de remuneração com o município de Codó/MA.
O blog do Marco Silva teve acesso ao edital da licitação do Pregão Presencial Nº 44/2017, que consta todas as exigências feitas pela prefeitura para a contratação da instituição financeira que cuidará da folha de pagamento dos servidores municipais pelos próximos cinco anos.
A Prefeitura de Codó pretende faturar no mínimo R$ 2.005.000,00 (dois milhões e cinco mil reais) com o novo contrato, que deverá ficar sob responsabilidade do BRADESCO, pois foi a única agencia bancaria com sede em Codó que até o momento manifestou interesse. O banco será responsável por fazer o depósito do salário de 4.250 funcionários ativos e inativos durante 60 meses (cinco anos).

A instituição bancaria que ganhar a licitação vai faturar bastante mantendo as contas da prefeitura em sua agência local. Além de taxas cobradas no dia a dia, o banco também fatura alto com empréstimos consignados e uso de limite da conta por parte de milhares de servidores municipais. Uma das exigências é que o banco vencedor monte um Posto de Atendimento Bancário (PAB) no prédio da Prefeitura Municipal, bem como a instalação e funcionamento de, no mínimo duas maquinas de autoatendimento.
Banco do Brasil continua responsável pelos pagamentos
Atualmente todos os servidores da Prefeitura, teoricamente, recebem via Banco do Brasil. Todavia, há a opção de fazer uma conta-salário em outro banco por causa da lei da portabilidade, onde o valor de pagamento é repassado automaticamente à instituição financeira de preferência do trabalhador.
Prazo para o pagamento
O bando vencedor da licitação terá no máximo 30 dias para efetuar o pagamento em conta indicada pela Secretaria Municipal de Meio Ambiente, contados a partir da assinatura do contrato.
Quantitativo dos servidores
Os dados da folha de pagamento da Prefeitura, que estão presentes no edital de licitação, trouxeram dados interessantes sobre o perfil salarial dos funcionários do Executivo. Os números mostraram, por exemplo, que 607 servidores ganham no máximo mil reais. Já os que ganham entre R$ 1.000,01 e R$ 1.500,00 são a maioria, com 1640 servidores. Por sua vez, 66 pessoas recebem acima de R$ 6.500,01.
Confira o demonstrativo completo:

Palavra do Prefeito
Entramos em contato com o prefeito Francisco Nagib, que fez questão de destacar que todos os gestores dos últimos 40 anos venderam a folha de pagamento dos servidores municipais de Codó. Ele afirma que os ex-prefeitos Ricardo Archer e Biné Figueiredo venderam por R$ 4.000.000,00 (quatro milhões de reais) o direito de realizar o pagamento pelo período de oito anos. O gestor assegura que o ex-prefeito Zito Rolim fez o mesmo.
Francisco Nagib também argumenta que devido o Brasil está em crise o valor pretendido pela gestão atual é de apenas R$ 2 milhões, metade das gestões anteriores. Segundo ele, o valor arrecadado será totalmente investido na compra de medicamentos para o Hospital Geral Municipal – HGM.

Representantes da OAB fazem visita ao STTR de Codó

Nesta quarta-feira (21) o presidente da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), Subseccional de Codó, José Mendes de Sousa, conforme o que foi determinado na última Reunião Ordinária, fez uma visita ao Sindicato dos Trabalhadores e Trabalhadoras Rurais (STTR) de Codó.
Na Pauta de Discussão foi tratado os assuntos discutidos na Reunião da OAB com a presença do representante da Entidade, a saber:
1- Reclamação de captação feita pelo Sindicato de clientes com advogados constituídos para outros Escritórios.
2- Forma de Solicitação via Requerimento para o STTR pelos Advogados da Emissão da Declaração de Atividade Rural.
3- Comprovação da Legalidade da Parceria firmada pelo STTR com Escritório de Teresina-PI.
O Representante da Entidade comprometeu-se de enviar as seguintes documentações para o conhecimento da Entidade e dos Profissionais:
A) Relação demonstrando o nome dos clientes que constam nas Cartas enviadas pela Entidade e o real objetivo da Comunicação;
B) O compromisso da Entidade emitir as Declarações de Atividades Rurais para o Lavrador.
C) O envio do Contrato assinado pelo STTR e o Escritório demonstrando a legalidade na contratação realizada. Estiveram presentes na Reunião Dr. José Mendes (Presidente), Dr. Hewben (Tesoureiro) e Dr. Barreto Roma (Presidente da Comissão de Prerrogativas).

Candidatura de Roseana Sarney depende mais da polícia que da política

Blog JM Cunha Santos, com edição – O PMDB mandou fazer uma pesquisa entre candidatos ao governo do Estado, conforme divulgação da própria mídia sarneisista. Foi o bastante para que explodissem especulações em torno dos números.
Alguns dizem que os entrevistados nem querem acreditar que Roseana Sarney tenha coragem para ser candidata em meio a tanto escândalo de corrupção atingindo sua família. Outros juram que é porque, desesperada com seu fraco desempenho eleitoral, já teria aceito ser vice na chapa de Maura Jorge. E ainda haveria no partido os que acham que eleição ganha quem tem mais dinheiro e que, portanto, a candidata natural da família deve ser Andrea Murad, em virtude daquele bilhãozinho que sumiu de helicóptero da Secretaria da Saúde. Coisa que não é aceita entre a maioria dos correligionários porque outro bilhãozinho sumiu da Secretaria da Fazenda e, portanto, ninguém sabe quem tem mais dinheiro pra gastar, se Roseana ou Andrea Murad.
Enquanto isso, o governador Flávio Dino, em muito raro feito entre governantes de todo o Brasil, aparece na orla dos 60% de aprovação popular após quase 2 anos e meio de governo. Diante desse fato, os especuladores não resistem e afirmam que Roseana carregaria 80% de rejeição na disputa de qualquer cargo no Maranhão.
Tem gente assegurando que a candidatura de Roseana Sarney depende mais da polícia e da justiça que da política. Se Bia Venâncio e Mábenes Fonseca forem libertados até o início do ano que vem, Roseana Sarney se candidata ao governo do Estado; se Lobão escapar dos 5 inquéritos que lhe pesam sobre a cabeça no Supremo Tribunal Federal, Roseana Sarney se candidata ao governo do Estado; se ficar provado que Michel Temer não chefia uma quadrilha acostumada com malas de dinheiro, Roseana se candidata ao governo do Estado.
Caso contrário, vai lutar por uma vaga de vereadora em 2020, para muitos correndo o sério risco de não se eleger.

Fonte: John Cutrim

Rodrigo Figueiredo cobra agilidade do governo municipal em solucionar os problemas de Codó

Recentemente promotora de Justiça, Linda Luz Matos Carvalho, esteve visitando a região do Polo Boi Não Berra. A representante do Ministério Público constatou que pelo menos seis escolas apresentam deficiência ou inexistência de condições para utilização como estabelecimentos de ensino. Após as visitas um Termo de Ajustamento de Conduta foi assinado, onde o prefeito Francisco Nagib se comprometeu a interditar as escolas num prazo de 45 dias, realocar os alunos atingidos para escolas de alvenaria com banheiro e   bebedouros adequados.
O vereador Rodrigo Figueiredo, na última segunda-feira (19), em seu pronunciamento na tribuna da Câmara, falou sobre o assunto e lamentou a situação em que se encontra atualmente a educação de Codó , o parlamentar cobrou que o governo municipal agilize o cumprimento do que determinou o Ministério Público.
“Infelizmente a educação pública de Codó está um verdadeiro caos, cobramos constantemente aqui na Câmara que o governo faça seu papel em oferecer uma educação de qualidade para nossos estudantes, infelizmente isso não tem acontecido. Esperamos que agora, depois da ação do Ministério Público, o prefeito possa cumprir a sua obrigação”, cobrou o edil.
Falta de apoio a cultura de Codó
Historicamente os grupos culturais e folclóricos de Codó recebem apoio do poder público municipal para que possam aprimorar suas apresentações. Este ano o prefeito Francisco Nagib reduziu o valor do incentivo e se recusou a disponibilizar o transporte para as quadrilhas juninas que tinham apresentações marcadas para fora da cidade. A atitude do gestor revoltou o vereador Rodrigo Figueiredo que pediu maior comprometimento com a cultura codoense.
“Nós estamos vendo o prefeito Francisco Nagib abandonando a cultura do município de Codó (…). Aqui temos jovens e adultos que passam boa parte do ano ensaiando e lutando para conseguir recursos para se apresentar em outras cidades e a prefeitura fica se recusando a ajudar os grupos culturais da cidade. A população de Codó está desiludida e decepcionada com esse prefeito que não tem capacidade para arrumar um transporte para as quadrilhas juninas se apresentarem fora do município. Quando se fala de cultura a cidade de Codó está em primeiro lugar, mas precisa do apoio para que seja mantida e fortalecida”, pediu o parlamentar.
Licitação dos caixões
No dia 23 do mês passado a Prefeitura Municipal de Codó fechou contrato com empresa UNI-PAX SERVIÇOS POSTUMOS LTDA – ME, da cidade de Coelho Neto, que ficará responsável por prestar serviços funerários junto a Secretaria Municipal de Assistência Social de Codó, o valor superior aos praticados pelo ex-prefeito Zito Rolim e foi duramente criticado pelo vereador Rodrigo Figueiredo.
“No governo do ex-prefeito Zito Rolim foi feita uma licitação de R$ 582 mil para compra de urnas funerárias, na época o atual prefeito de Codó foi para a mídia criticar o ex-gestor por conta dessa licitação, na época ele disse que era mal uso do dinheiro público e que era um absurdo (…). E agora o prefeito Francisco Nagib parece que mudou de ideia, porque ele fez uma licitação ainda maior para a compra de caixão, o atual prefeito vai gastar quase R$ 800 mil na compra de urnas funerárias, um verdadeiro absurdo”, lamentou Rodrigo.
Ascom – Rodrigo Figueiredo

Parceria entre Prefeitura de Codó e SENAI forma primeira turma de Lancheteria

Na noite de terça-feira (20), o prefeito Francisco Nagib, acompanhado de autoridades municipais esteve no encerramento da primeira turma do Curso de Lancheteria, ministrado pelo SENAI em parceria com a Prefeitura de Codó. Estavam presentes o ex-prefeito Zito Rolim, o Secretário de Governo, João dos Plásticos, o diretor de Indústria, Comércio e Turismo, Antonio Luz, o diretor da Juventude e Valdeci Calisto. Representando o Legislativo estava presente vereador Pastor Max e Vereadora Cleane.
Na ocasião foi exposta uma farta mesa demonstrativa na Praça Palmério Cantanhêde, onde está localizada a carreta do Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (SENAI). De acordo com o prefeito, a parceria vai durar três meses, abrindo oportunidade de qualificação para muitos codoenses.
E essa parceria vai se estender ao longo de três meses na cidade de Codó, onde vamos poder formar muitos codoenses e daqui sair pessoas que vão tirar o seu sustento no dia-a-dia, fruto desse belo trabalho que eles fizeram. Uma de nossas metas é criar condições que fomentem o empreendedorismo e gere renda para as famílias”, afirmou o prefeito.

Ascom

Dino venceria Roseana com 30 pontos de diferença, aponta Exata

Pesquisa do Instituto Exata encomendada pelo Jornal Pequeno apontou larga vantagem do governador Flávio Dino (PCdoB) sobre a ex-governadora Roseana Sarney (PMDB), caso as eleições fossem hoje.
No cenário em que aparecem apenas Flávio e Roseana, o governador marcou 51 pontos percentuais contra 28 da peemedebista. Outros 16% disseram votar nulo, branco ou nenhum e 5% não sabem ou não responderam. Em votos válidos, a diferença chegaria a 30 pontos.
O número é bem próximo a outro dado divulgado ontem, em que 58% dos entrevistados na mesma pesquisa disseram aprovar o atual governo. Ou seja, Dino tem um eleitorado consolidado que pode garantir sua reeleição.
A pesquisa Exata foi realizada entre os dias 14 e 17 de julho deste ano. Foram ouvidos 1404 eleitores e a margem de erro é de 3,2 pontos percentuais para mais ou para menos, com grau de confiabilidade é de 95%.

Fonte: Marrapa.com

Antônio Joaquim – Um codoense que deixou seu nome marcado na história política do Brasil

Antônio Joaquim Araújo Filho nasceu em Codó (MA), no dia 21 de agosto de 1940, filho de Antônio Joaquim Araújo e de Neide Magalhães Araújo.
Na Pontifícia Universidade Católica (PUC), de Salvador, fez medicina, de 1960 a 1965, e pós-graduação em saúde pública, além de cursos de especialização nas áreas de cirurgia e obstetrícia. Em 1981, diplomou-se em administração hospitalar no Hospital São Camilo, em São Paulo.
Iniciou a vida pública em sua cidade natal, participando da fundação da Aliança Renovadora Nacional (Arena), partido de sustentação ao regime militar instaurado no país em abril de 1964. Assumiu a Secretaria municipal de Saúde e Educação, cargo que exerceu de 1973 a 1976. Em 1980, com a extinção do bipartidarismo, filiou-se ao Partido Democrático Social (PDS), e ocupou a Secretaria de Saúde de São Luís, onde permaneceu até 1982.
Desincompatibilizou-se para concorrer à prefeitura de Codó, em novembro. Saiu do PDS em 1986 para fundar o diretório local do Partido da Frente Liberal (PFL), tornando-se membro da sua direção estadual. A prorrogação dos mandatos dos prefeitos e vereadores, para que as eleições municipais fossem realizadas em separado, propiciou-lhe mais dois anos na prefeitura, de onde só saiu em 1º de janeiro de 1989.
Em outubro de 1990, numa coligação encabeçada pelo PFL, concorreu à Câmara dos Deputados, obtendo a terceira suplência. Em 1992, nomeado pelo governador Edson Lobão, ocupou a Secretaria de Saúde do Estado, da qual se afastou em 1994 para tentar novamente uma cadeira no Legislativo federal. No pleito de outubro desse ano foi eleito deputado federal na legenda do PFL, assumindo sua cadeira na Câmara dos Deputados em fevereiro do ano seguinte, na qual tornou-se titular da comissão especial que debateu o voto facultativo e vice-presidente da comissão que examinou os projetos de emenda constitucional modificadores do artigo 196 da Constituição, sobre a universalização e gratuidade da prestação dos serviços de saúde.
Entre as principais votações realizadas pela Câmara ao longo desse ano, acompanhou a orientação de seu partido, integrante da base de sustentação governista no Congresso, e apoiou emendas e projetos destinados a abrir a economia às empresas e investimentos estrangeiros, como a que propôs a redefinição do conceito de empresa nacional, e as que extinguiram ou flexibilizaram os monopólios estatais ou privados nos setores de gás canalizado, petróleo e telecomunicações. Esteve ausente na votação da emenda que abriu a navegação de cabotagem às empresas estrangeiras, mas votou a favor da prorrogação por 18 meses do Fundo Social de Emergência (FSE), rebatizado de Fundo de Estabilização Fiscal (FEF).
Em 1996, passou a integrar, como titular, a Comissão de Ciência e Tecnologia, Comunicação e Informática e, como suplente, a de Seguridade Social e Família. Nas eleições de outubro, novamente candidato pelo PFL à prefeitura de Codó, foi apontado pelo jornal O Estado de São Paulo como um dos parlamentares que não se licenciaram para participar da campanha e nem compareciam às votações, mas recebiam pagamento integral pela convocação extraordinária do Congresso. Realizado o pleito, não conseguiu se eleger, retomando as atividades legislativas.
Em janeiro e fevereiro do ano seguinte, tanto no primeiro quanto no segundo turno da votação, votou a favor do projeto de emenda constitucional que permitia a reeleição do presidente da República, de governadores e de prefeitos. Ainda em 1997, tornou-se vice-líder do PFL, mas, posteriormente, ingressou no Partido Liberal (PL) e, em novembro desse ano, votou contra o projeto de reforma administrativa do governo que, ao ser aprovado na Câmara, acabou com a estabilidade do servidor público.
Em outubro de 1998, estando o PL integrando a coligação comandada pelo PFL, concorreu à reeleição, conseguindo a primeira suplência. No mês seguinte, votou a favor do projeto de reforma da previdência que fixou um valor máximo para aposentadorias, no setor público, bem como a idade mínima e o tempo de contribuição, no setor privado. Permaneceu na Câmara dos Deputados até o fim de janeiro de 1999, quando se encerraram o seu mandato e a legislatura. Porém, com a licença do deputado Sarney Filho, nomeado ministro do Meio Ambiente, Antônio Joaquim reassumiu o posto no dia 3 de fevereiro. Logo após, deixou o PL, filiando-se ao Partido Progressista Brasileiro (PPB).
Casou-se com Têmis Quintanilha Gerude, com quem teve cinco filhos.
FONTES: CÂM. DEP. Deputados brasileiros. Repertório. (1995-1999); Estado de São Paulo (7/7/96, 28/11/97);Folha de São Paulo (31/1/95, 14/1/96, 6/11/98); Globo (29/1/97); Jornal do Brasil (4/6/96).

Impacto Calçadas e Magazine Santa Lucia fecham contrato no valor de R$ 605 mil com a prefeitura de Codó

A Prefeitura de Codó fechou contrato com duas empresas que ficarão responsáveis pelo fornecimento de material esportivo junto a Secretaria Municipal de Educação. O contrato foi assinado no dia 29 de maio e terminará no dia 29 de dezembro.

A MINASMAR CALÇADOS E CONFECÇÕES LTDA, que utiliza o nome fantasia IMPACTO CALÇADOS, da cidade de Codó, ficará com maior parte do recurso investido pela prefeitura, as contas da empresa receberão R$ 523.439,00 (quinhentos e vinte e três mil, quatrocentos e trinta e nove reais) em sete meses de contrato.
Já os materiais esportivos que serão fornecidos pela empresa JOÃO LUIS SOARES DA SILVA – ME (MAGAZINE SANTA LUCIA), também da cidade de Codó, não pode ultrapassar o valor de R$ 82.410,00 (oitenta e dois mil, quatrocentos e dez reais).