Funkeiro famoso tem vídeo de sexo divulgado na internet

O funkeiro Mc Don Juan está na boca do povo. A cada mês ele surge com um hit diferente na internet, sendo pela produtora Kondizilla ou pela GR6 Produções. Don é um dos funkeiros mais visualizados no Youtube, ao lado de Mc Kevinho e Mc Livinho.
“Amar, Amei”, “A Gente Brigou”, “Oh Novinha”, “Se Eu Tiver Solteiro” e “Boca de Pelo” são alguns dos hits do cantor mais ouvidos na plataforma de vídeos. A terceira música, inclusive, esteve na trilha sonora da novela A Força do Querer, da Globo.
Ele quase nunca se envolve em polêmicas, mas na semana passada o rapaz acabou “vacilando” e tendo um vídeo de sexo seu sendo divulgado na internet. Na gravação ele aparece transando com uma mulher loira, aparentemente mais velha. Ele mesmo gravou as imagens.
Ah, vale lembrar que Don Juan ainda é menor de idade. Ele tem apenas 16 anos.

Com informações do site O TV FOCO

Continue Reading

A PEC 287 fragiliza a previdência pública e a aposentadoria dos brasileiros

A proteção social deve ser perseguida como prioridade por qualquer sociedade que busca o desenvolvimento socioeconômico e a estabilidade política. No Brasil, ainda temos milhões de cidadãos que vivem desprotegidos e necessitam do sistema de seguridade e de previdência públicos, sem os quais os impactos políticos, econômicos e sociais atingiriam a todos.
O fato é que a grande maioria das famílias brasileiras não pode abrir mão dos recursos distribuídos pela Previdência Social, independentemente da renda, sejam eles trabalhadores da iniciativa privada ou do serviço público, aposentados e/ou pensionistas. Mesmo os que estão na ativa dependem desse sistema de forma direta ou indireta, e em algum momento de suas vidas vão necessitar dos recursos distribuídos por benefícios previdenciários ou assistenciais como aposentadorias, salário-maternidade, aposentadoria por invalidez, auxílio-doença, pensão por morte, Benefício de Prestação Continuada da Assistência Social ou outros.
De fato, a Previdência Social está presente no dia a dia de cada cidadão e, também por isso, precisa ser compreendida em toda a sua extensão e percebida como uma parte extremamente importante do complexo processo social, político e econômico de nosso País. Assim, todo e qualquer debate envolvendo a Previdência Social não pode se limitar às discussões sobre a existência ou não de um déficit orçamentário o que, portanto, já aponta para um dos principais equívocos contidos na Proposta de Emenda Constitucional (PEC) 287/2016, que trata da reforma da Previdência.
Aprovar a proposta de reforma da Previdência nos termos expressos na PEC 287 vai agravar ainda mais a crise econômica e social em nosso país. Os recursos da Previdência Social distribuídos para aposentados e pensionistas superam a arrecadação de 80% dos municípios. Em mais de 70% das 5.570 cidades brasileiras, o dinheiro dos trabalhadores aposentados e demais beneficiários do Regime Geral da Previdência Social (RGPS) supera o valor repassado pelo Fundo de Participação dos Municípios (FPM).
Não se trata apenas da proteção de parcela expressiva da população, trata-se também do impacto direto na atividade econômica de boa parte das cidades do País gerados pela transferência dos recursos das aposentadorias, pensões e demais benefícios da seguridade. Reduzir o tamanho da Previdência, por meio da diminuição do valor das aposentadorias e pensões, terá impacto direto na economia brasileira e afetará a atividade econômica, principalmente, de pequenas e médias empresas que têm seu faturamento associado ao consumo de produtos e serviços. A retração da atividade econômica e o empobrecimento de parcela significativa da população também trará impactos negativos para a arrecadação de tributos com efeito para o equilíbrio fiscal ao longo do tempo.
A proposta defendida pelo governo e por alguns segmentos da economia, em especial, os bancos, altera significativamente a previdência e a assistência social e tem forte caráter de redução de direitos e gastos. A equiparação dos regimes próprio (RPPS) e geral (RGPS) promoverá, inevitavelmente, a privatização do sistema previdenciário e favorecerá apenas empresas que já operam no setor.
Além do impacto orçamentário, é preciso inserir no debate sobre o financiamento da Previdência Pública todos os efeitos causados pelo histórico de isenções fiscais, desvios e também da sonegação ao longo dos anos. Somente entre 2005 e 2015, a Desvinculação de Receitas da União (DRU), dispositivo que permite ao governo federal desvincular hoje 30% das receitas da seguridade social, ressalvadas as contribuições previdenciárias, retirou mais de R$ 520 bilhões de recursos do caixa da Previdência. Em 2016, pelo mesmo ralo da DRU escoaram mais de R$ 92 bilhões dos cofres da Previdência.
A Previdência também perdeu mais de R$ 450 bilhões em dívidas tributárias não pagas por empresas privadas. Existem outros R$ 175 bilhões em dívidas previdenciárias inscritas na Procuradoria Geral da Fazenda Nacional (PGFN). Dinheiro que empresários recolheram dos trabalhadores ao longo de décadas e que não foram repassados aos cofres da Previdência.
As receitas da Previdência também foram esvaziadas por outros meios ao longo dos anos. Os recursos da previdência e da seguridade financiaram projetos de construção e infraestrutura, foram usados no pagamento de juros da dívida pública e outros fins, servindo a decisões políticas de inúmeros governos. Até por esses motivos as discussões sobre o chamado déficit da previdência ou rombo devem considerar todas essas decisões. Nesse mesmo sentido, devem também ser consideradas como receita da seguridade social todas as renúncias fiscais vinculadas a essa esfera orçamentária. Somente em 2016, o conjunto das renúncias totalizou R$ 271 bilhões.
Um estudo do Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (IPEA) identificou que a previdência social brasileira destinou mais de R$ 400 bilhões a finalidades estranhas a sua função, do início da década de 1960 até 1996. Corrigido esse valor, seria equivalente a R$ 5,2 trilhões em janeiro de 2017. Pesquisas acadêmicas mostraram que de 1945 a 1980, a previdência acumulou um superávit da ordem de R$ 598,7 bilhões que corrigidos e atualizados esses valores chegariam a R$ 8,25 trilhões aos cofres da Previdência. Todas essas são informações públicas que constam do relatório final aprovado pela Comissão Parlamentar de Inquérito do Senado Federal destinada a investigar a contabilidade da previdência social. Segundo o relatório, esses foram recursos retirados da receita previdenciária quando deveriam ser custeados pelo orçamento dos governos. Uma conduta, diga-se de passagem, presente até os dias de hoje.
Levantamentos atuais da Receita Federal mostram que a desoneração da folha de pagamento das empresas, política de incentivo adotada entre os anos de 2012 a 2016 para enfrentar os impactos da crise econômica atual retirou da Seguridade Social mais de R$ 80 bilhões. Soma-se também a essa conta R$ 370 bilhões em renúncias das contribuições para a Seguridade Social, entre os 2014 e 2016. O caixa da Previdência também contabiliza de forma negativa outras renúncias, conforme aponta o relatório da CPI. Foram R$ 8 bilhões para favorecer a exportação da produção rural; R$ 12 bilhões em renúncias de entidades filantrópicas; R$ 22 bilhões de renúncias do Simples Nacional.
Não fossem todas as contradições já expostas, principalmente em relação à existência de um déficit que não se sustenta, como demonstrado de forma inequívoca no relatório final aprovado pela CPI da Previdência, o debate em torno da PEC 287 torna-se ainda mais impróprio e distante da realidade quando o mesmo governo aprova novas medidas de renúncias fiscais que agravarão ainda mais o quadro da crise fiscal. Ou seja, sob pretexto de sanear as contas públicas, o governo impõe um projeto de reforma que acaba com a Previdência Pública, ao mesmo tempo em que aprova na Câmara um conjunto de projetos que permite novos parcelamentos de dívidas de produtores rurais com o Fundo de Assistência ao Trabalhador Rural (Funrural) que vão gerar um impacto de mais R$ 15 bilhões em renúncias fiscais.
Há poucos meses, o Congresso Nacional já havia aprovado o chamado novo Refis, que possibilitou desonerações de impostos superiores a R$ 543 bilhões em um período de três anos. São recursos que deixarão de ser arrecadados para os cofres da União e que irão inviabilizar qualquer tentativa de ajuste fiscal ou de equalização das contas públicas e, portanto, vão impactar também no financiamento da previdência e da seguridade social.
O mais estarrecedor é que essa roda de isenções não para. O governo, nesse exato momento, também luta para aprovar a Medida Provisória 795, que concede incentivos fiscais de mais de R$ 1 trilhão para petrolíferas estrangeiras, a chamada “MP do Trilhão” ou “MP da Shell”.
Todo esse histórico de desvios e renúncias está diretamente associados ao que se convencionou noticiar dia e noite pela imprensa de déficit da previdência ou rombo como muitos preferem. Fica evidente que não há como debater o sistema previdenciário do País sem considerar os impactos estruturais gerados por esse histórico de renúncias, isenções, desvios e sonegação. Sem um diagnóstico amplo e transparente não é possível construir um pacto social sólido visando a superação desse problema estrutural do País.
O que propomos é discutir todos os aspectos relacionados não apenas ao financiamento da Previdência e da Seguridade Social. É preciso debater a real abrangência e os efeitos dos benefícios e incentivos fiscais, que são instrumentos importantes, mas que precisam ser utilizados com base no interesse público e não apenas visando o interesse de seletos grupos econômicos, conclusão que está presente no relatório final da CPI da Previdência.
Da mesma maneira, é preciso investir na consolidação de uma política nacional de enfrentamento da sonegação fiscal, criando mecanismos efetivos de cobrança, o que inclui o fim dos programas de refinanciamento e parcelamentos de créditos tributários que já se mostraram ineficazes e que da forma atual servem apenas como incentivo à inadimplência. Conclusão expressa também em estudos da Receita Federal do Brasil que demonstraram os terríveis impactos gerados pelos parcelamentos especiais concedidos nos últimos 16 anos. Nesse período, foram criados, aproximadamente, 30 programas de parcelamentos especiais, todos com expressivas reduções nos valores das multas, dos juros e dos encargos legais e prazos extremamente longos para o pagamento de dívidas tributárias.
Não se pode mais analisar a política fiscal de forma dissociada da atividade econômica, o que pressupõe também um amplo esforço para enfrentar os verdadeiros entraves ao crescimento que passam para um debate político da matriz econômica do País. Não é tarefa simples fazer o País voltar a crescer e não será a aprovação da PEC 287 que vai ajudar o Brasil e os brasileiros a enfrentar todas essas limitações e obstáculos.
Somos amplamente a favor do debate e acreditamos que é preciso discutir o sistema previdenciário, defendemos mudanças na Administração Tributária e Aduaneira, trabalhamos intensamente pela modernização da Receita Federal e do Estado brasileiro e, justamente, por todos esses motivos temos plena consciência de todas as ameaças e prejuízos contidos na PEC 287 e no projeto de reforma da Previdência do governo, que tentará votar a proposta ainda este ano na Câmara.
Já está provado! A PEC 287 fragiliza a previdência pública e a aposentadoria dos brasileiros, enquanto instrumento de promoção do bem-estar social.
  • Geraldo Seixas – Presidente do Sindicato Nacional dos Analistas-Tributários da Receita Federal do Brasil – Sindireceita
Continue Reading

Saiu o edital do concurso da Saúde do Maranhão.Confira!

O  Instituto AOCP divulgou  nesta segunda-feira,11, o edital para preencher as mil vagas oferecidas pela no quadro efetivo da Empresa Maranhense de Serviços Hospitalares (Emserh), responsável pela gestão de 45 unidades de saúde na capital e no interior do estado.
As inscrições podem ser realizadas a partir das 08h do dia 15 de dezembro até o dia 09 de janeiro de 2018, às 23h59, por meio do site do Instituto AOCP. Nível médio e técnico custam R$ 80, já o nível superior R$ 120.
Vagas
Das vagas autorizadas, serão ofertadas 60 oportunidades na área médica em diferentes especialidades, 630 vagas para as funções de enfermeiro e de técnico de enfermagem, além de 310 vagas distribuídas para os cargos de biomédico, bioquímico, farmacêutico, fisioterapeuta, fonoaudiólogo, nutricionista, odontólogo, psicólogo, terapeuta ocupacional, técnico em saúde bucal, advogado, analista administrativo, jornalista e assistente administrativo.
Atenção! 
O candidato deve escolher a Regional de Saúde para a disputa da vaga no ato da inscrição. A distribuição dos candidatos aprovados no concurso será de acordo com a necessidade/conveniência das unidades de saúde nas regionais as quais os candidatos se inscreveram.
Provas 
As provas objetivas referentes ao Concurso Público serão realizadas nas cidades de Balsas (MA), Barra do Corda
(MA), Caxias (MA), Codó (MA), Imperatriz (MA), Itapecuru (MA), Pinheiro (MA), Presidente Dutra (MA), Rosário (MA),
Santa Inês (MA), São João dos Patos (MA), São Luís (MA), Timon (MA) e Zé Doca (MA).
A aplicação das Provas Objetivas está prevista para o dia 18 de fevereiro de 2018.
CONFIRA O EDITAL AQUI 
CONFIRA O QUADRO DE VAGAS
Médicos especialistas
Médico cardiologista: 8 vagas
Médico – clínica médica: 9 vagas
Médico – endocrinologia: 13 vagas
Médico – ginecologia e obstetrícia: 9 vagas
Médico – ortopedia: 7 vagas
Médico – pediatria: 10 vagas
Médico – psiquiatra: 4 vagas
Enfermagem
Enfermeiro: 30 vagas
Enfermeiro obstetra: 10 vagas
Enfermeiro UTI – Adulto: 10 vagas
Enfermeiro UTI – Pediátrica: 10 vagas
Enfermeiro UTI – Neonatal: 10 vagas
Técnico de enfermagem: 560 vagas
Área médica
Biomédico: 15 vagas
Bioquímico: 10 vagas
Farmacêutico: 60 vagas
Fisioterapeuta: 28 vagas
Fisioterapeuta UTI Pediátrica – Neonatal: 10 vagas
Fonoaudiólogo: 15 vagas
Nutricionista: 20 vagas
Odontólogo: 15 vagas
Psicólogo: 15 vagas
Terapeuta ocupacional: 15 vagas
Técnico em saúde bucal: 26 vagas
Área administrativa da Emserh
Advogado: 2 vagas
Analista administrativo: 44 vagas
Jornalista: 5 vagas
Assistente administrativo: 30 vagas.

Com informações do site O Imparcial

Continue Reading

ESCÂNDALO: Igreja Universal é acusada de tráfico internacional de crianças

Um dos maiores escândalos envolvendo a IURD (Igreja Universal do Reino de Deus), está prestes a explodir no Brasil e em vários países da Europa, a começar por Portugal.
Uma equipe de jornalista portugueses da TVI, investigaram algumas denúncias contra a IURD, que acabou resultando em um documentário denominado “Os segredos dos deuses”, que será exibido em 10 episódios.
As reportagens denunciam uma rede de adoções ilegais, criadas pela igreja no país. O esquema, segunda as denuncias, já dura mais de 20 anos.
As crianças foram enviadas para diversas partes do mundo para serem criadas por pastores e bispos, sem a autorização das famílias.
Foram entrevistadas centenas de mães durante 7 meses de pesquisas, e o caso já passa a ser investigado também pelas autoridades portuguesas.
Veja a chamada da reportagem:

Duas das jornalistas que lideraram as investigações, falaram sobre as denúncias, e sobre o que ouviram das mães que tiveram seus filhos roubados.

Com informações do site O FUXICO GOSPEL

Continue Reading

Confira a relação dos ganhadores da 8ª extração do BOLADA DA SORTE

1º PRÊMIO – R$ 1.500,00 (HUM MIL E QUINHENTOS REAIS)
NOME: EMYLLENE PILAR ARAÚJO
ENDEREÇO: AV. 01, Q 01, C 11
BAIRRO: VILA BINÉ
CIDADE: CODÓ
VENDEDOR: VANIELE
2º PRÊMIO – R$ 1.500,00 (HUM MIL QUINHENTOS REAIS)
NOME: FRANCISCO DA SILVA
ENDEREÇO: RUA JOSÉ MERVAL, 789
BAIRRO: SÃO FRANCISCO
CIDADE: CODÓ
VENDEDOR: CECILIA
3º PRÊMIO – R$ 1.000,00 (HUM MIL REAIS)
NOME: RAIMUNDO N. BORGEA
ENDEREÇO: POVOADO BAIXA NOVA
BAIRRO: ZONA RURAL
CIDADE: TIMBIRAS
VENDEDOR: WELINGTON
4º PRÊMIO – R$ 1.000,00 (HUM MIL REAIS)
NOME: WILLYAN GABRIEL CUNHA DA SILVA
ENDEREÇO: RUA MINAS GERAIS, 1058
BAIRRO: SÃO FRANCISCO
CIDADE: CODÓ
VENDEDOR: IRLANE
5º PRÊMIO – R$ 15.000,00 (QUINZE MIL REAIS)
NOME: HELLIO CARLOS FERREIRA DA SILVA
ENDEREÇO: AV. VITORINO FREIRE, 276
BAIRRO: SANTA FILOMENA
CIDADE: CODÓ
VENDEDOR: PAULIANE
Continue Reading

Marcelo Coelho visita local onde será construído o Parque Ambiental de Timon

Em parceria com o Governo do Estado do Maranhão a cidade de Timon ganhará o primeiro Parque Ambiental para o lazer e a conservação ambiental. Localizado no bairro Sucupira será uma área com aproximadamente 7 hectares de espaços para caminhada, ciclismo, palco para eventos, estacionamento, academias ao ar livre, bancos, quadras poliesportivas, campo society, iluminação de led,  além da recuperação das matas da região.  O secretário de estado do Meio Ambiente, Marcelo Coelho, esteve em Timon na semana passada e visitou o local com o prefeito Luciano Leitoa.
842A8125
Desde que assumiu a gestão do município o prefeito Luciano Leitoa iniciou as discussões sobre a revitalização de áreas verdes da cidade. O bairro Sucupira e São Francisco fazem parte da história do município por serem os primeiros bairros. De acordo com secretário de planejamento municipal, Sebastião Carlos, “o parque nasceu ainda dentro do plano de governo do prefeito Luciano Leitoa, que viu a necessidade de pontuar ações estratégicas na área de meio ambiente e nós vimos à necessidade de reservar uma área para torná-la uma zona de preservação ambiental”.
842A8130
Adiantado a burocracia e a busca dos investimentos para a construção do Parque, a prefeitura criou a unidade de conservação ambiental por meio de decreto municipal e hoje é concretizado a autorização por parte do Governo do Estado para a construção. A área foi escolhida em função da proximidade com o Rio Parnaíba e da nascente no brejo do Mangal, além de estar na área mais antiga de Timon.
842A8127
O prefeito Luciano já está há mais de um ano e meio em busca da construção desse parque e ele já nos levou um rascunho do que pensava para essa área. O governador já deu o ok e a gente vai fazer esse investimento para a população de Timon”, disse o secretário Marcelo.
O prefeito diz ter tido toda a preocupação em planejar essa ação para proporcionar a população uma área de lazer e que promova a preservação do meio ambiente. Além de ser um espaço público para todos, a parque irá valorizar e melhorar as comunidades do entorno com mais infraestrutura e qualidade de vida.
842A8146-Editar(1)
“Gostaria de expor a imensa felicidade em poder ter recebido a confirmação do governador Flávio Dino para construção do parque”, disse o prefeito ainda frisando: “a gente sempre via as pessoas falando sobre os parques de Teresina e nós pensamos justamente em ter um espaço em que o timonense possa ter um vivencia muito maior com a natureza, fazer caminhada e trazer a família”.
A sensibilidade do governador Flávio Dino com a cidade de Timon tem sido determinante para a vinda de recursos para novos investimentos, afirmou o prefeito. “Apresentamos um projeto ao governador ainda nos primeiros anos do governo e ele sempre nos colocou que no momento oportuno iria presentear Timon com um Parque Ambiental”, disse.

Ascom

Continue Reading

Péricles apresentará novo formato de show no Revéillon de Todos 2018 em São Luís

“Vai ser um show pra gente falar de amor e também pra ninguém ficar parado. Vamos comemorar a chegada do novo ano com a energia lá em cima. Muita diversão!”, avisa o cantor Péricles, ex-Exaltasamba, que fará parte da programação do Governo do Maranhão no Réveillon de Todos 2018, no momento alto da festa, na virada do ano.
Em entrevista, o cantor antecipa a grande novidade: o show da virada do ano será em formato novo.  “O repertório está diferente também, com as músicas do meu novo CD Deserto da Ilusão”, conta.
Péricles anuncia ainda que cantará os grandes sucessos que marcaram sua história, tanto da época do Exaltasamba, quanto da carreira solo. E sem esquecer as novas.  Músicas como Final de Tarde, Linguagem dos Olhos, Melhor Eu Ir, Costumes Iguais, Vai Por Mim e muito mais.  “A galera do Maranhão pode esperar muito samba e muito romance!”, adianta.
O artista fala, ainda, da expectativa de regressar a São Luís, um dos berços culturais do Brasil. “Para mim é um prazer voltar ao Maranhão novamente, começar o ano da melhor maneira junto com todos dessa terra, pegar essa energia boa e começar o ano com os dois pés, cabeça erguida e coração aberto”, revela.
Festa
O cantor disse que São Luís do Maranhão é um lugar de um povo receptivo. “Sempre nos recebe muito bem e foi aí que eu aprendi sobre o Tambor de Crioula, que tem muito a ver com toda a raiz do samba, seria um lugar também de nascimento do samba. Então o passado do Maranhão traz muita coisa que a gente no samba usa até hoje”, lembra o cantor.
O sambista diz que cantar no Maranhão é sempre uma alegria enorme. “Sei que o povo maranhense sabe fazer uma festa como ninguém. Então vamos todos comemorar a chegada do novo ano com muito samba. Tenho certeza que vamos nos divertir muito e vamos viver mais um momento inesquecível”, encerra o cantor.
O evento organizado pelo Governo do Maranhão vai do dia 29 até 31 de dezembro, com a presença de vários outros artistas como Leci Brandão e Etana,
Fazendo um esquenta para a festa de Réveillon, a Sectur vai organizar em todos os fins de semana de dezembro shows na Pracinha da Lagoa, Reserva do Itapiracó, Espigão Costeiro e Praça Maria Firmina.

Ascom

Continue Reading

Compre no Comercial Centro e Comercial Avenida e concorra ao sorteio de uma linda Moto 0km

O clima de Natal tomou conta do Comercial Centro e Comercial Avenida. As empresas acabam de anunciar as ofertas que estarão disponíveis durante todo o mês de dezembro nas duas lojas.
Você que vai construir ou reformar, passe agora mesmo no Comercial Centro ou Comercial Avenida e compre seu material de construção com os melhores preços da cidade de Codó.

Comprando a partir de R$ 50,00 no Comercial Centro e Comercial Avenida, você ganha um cupom para participar do sorteio de uma linda moto zero km.
Continue Reading

Atenção concurseiros: edital da Saúde será publicado nesta segunda (11)

O edital para o concurso da saúde criado pelo Governo do Maranhão, por meio da Secretaria de Estado da Saúde, será publicado nesta segunda-feira (11). Estão sendo oferecidas mil vagas no quadro efetivo da Empresa Maranhense de Serviços Hospitalares (Emserh), responsável pela gestão de 45 unidades de saúde na capital e no interior do estado.
As inscrições serão realizadas a partir do dia 18 de dezembro, por meio do site do Instituto AOCP, organizadora do concurso, com o pagamento do valor de R$ 80 para nível médio e técnico e R$ 120 para nível superior. Os aprovados no certame terão direito a remunerações que variam de R$ 1.000 (nível médio) a R$ 7.425,31 (nível superior).
Das vagas autorizadas, serão ofertadas 60 oportunidades na área médica em diferentes especialidades, 630 vagas para as funções de enfermeiro e de técnico de enfermagem, além de 310 vagas distribuídas para os cargos de biomédico, bioquímico, farmacêutico, fisioterapeuta, fonoaudiólogo, nutricionista, odontólogo, psicólogo, terapeuta ocupacional, técnico em saúde bucal, advogado, analista administrativo, jornalista e assistente administrativo.
O candidato deve escolher a Regional de Saúde para a disputa da vaga no ato da inscrição. A distribuição dos candidatos aprovados no concurso será de acordo com a necessidade/conveniência das unidades de saúde nas regionais as quais os candidatos se inscreveram. As vagas foram distribuídas de acordo com as necessidades das respectivas unidades, apontadas num levantamento feito pela própria rede de saúde.
A presidente da Emserh, Ianik Leal, reforçou o compromisso do Governo do Maranhão com a gestão da saúde, com o constante acompanhamento do trabalho desenvolvido na saúde pública estadual e, sobretudo, compromisso com o usuário, demonstrando que é possível executar um atendimento público satisfatório para o setor. “A realização do concurso é uma demonstração do compromisso do Governo do Estado e da Secretaria de Saúde com a garantia de acesso, por mérito, ao setor público, por meio de concurso, de maneira transparente. Desta forma, busca-se oferecer uma assistência cada vez mais qualificada na rede de saúde do estado”, destacou.
A presidente da Emserh disse, ainda, que a autorização dada para o concurso não interfere na situação dos candidatos aprovados nos seletivos realizados em 2015. “O concurso não interfere no seletivo. As pessoas continuam sendo chamadas, conforme manda a lei, até o final do prazo regulamentar. Todo o procedimento para o lançamento do edital do concurso, provavelmente, só será concluído em janeiro de 2018”, explicou.
Este é o primeiro concurso da saúde depois de 25 anos, sendo que o último foi realizado ainda em 1992. Os candidatos serão submetidos à aplicação de provas objetivas e prova de títulos para os classificados dentro do número de vagas previsto no edital. A carga horária e os vencimentos dos profissionais aprovados obedecerão à Consolidação das Leis do Trabalho.
CONFIRA O QUADRO DE VAGAS
Médicos especialistas
Médico cardiologista: 8 vagas
Médico – clínica médica: 9 vagas
Médico – endocrinologia: 13 vagas
Médico – ginecologia e obstetrícia: 9 vagas
Médico – ortopedia: 7 vagas
Médico – pediatria: 10 vagas
Médico – psiquiatra: 4 vagas
Enfermagem 
Enfermeiro: 30 vagas
Enfermeiro obstetra: 10 vagas
Enfermeiro UTI – Adulto: 10 vagas
Enfermeiro UTI – Pediátrica: 10 vagas
Enfermeiro UTI – Neonatal: 10 vagas
Técnico de enfermagem: 560 vagas
Área médica
Biomédico: 15 vagas
Bioquímico: 10 vagas
Farmacêutico: 60 vagas
Fisioterapeuta: 28 vagas
Fisioterapeuta UTI Pediátrica – Neonatal: 10 vagas
Fonoaudiólogo: 15 vagas
Nutricionista: 20 vagas
Odontólogo: 15 vagas
Psicólogo: 15 vagas
Terapeuta ocupacional: 15 vagas
Técnico em saúde bucal: 26 vagas
Área administrativa da Emserh
Advogado: 2 vagas
Analista administrativo: 44 vagas
Jornalista: 5 vagas
Assistente administrativo: 30 vagas

Com informações do Juraci Filho

Continue Reading

Qualidade e profissionalismo é na MUTANTES ACADEMIA

MUTANTES ACADEMIA é um centro de atividade física e bem-estar que tem o compromisso de proporcionar meios eficientes para a melhora da qualidade de vida. Na busca por resultados, oferece infraestrutura, atendimento, conhecimento técnico dos profissionais e assistência de primeira qualidade aos clientes.
Na MUTANTES ACADEMIA o codoense vai encontrar aula de aeróbica, aula de step, funcional, musculação e uma nutricionista.
Localização: Rua Rio Grande do Norte, número 1757, próximo ao prédio da antiga SAMEC.

Telefone/WhatsApp: (86) 99474 0673
Continue Reading