Naldo faz festa de fim de ano para policiais após ser preso por bater na mulher

O cantor Naldo Benny já está nas ruas! Ele foi detido na manhã desta quarta-feira, 06 de dezembro, em sua mansão no Rio de Janeiro. Ellen Cardoso, a Mulher Moranguinho, denunciou o marido por agressão e o acusou de ter uma arma em casa sem porte para isso.
Naldo acabou preso em flagrante, mas foi solto em menos de cinco horas. O funkeiro pagou fiança e já está liberado. Na delegacia, ele fez selfies com os policiais que o tietaram.  De lá, o cantor seguiu com o filho, Pablo Jorge, o irmão e empresário, Rick e sua equipe para um pocket show para esposas de policiais militares, na Zona Oeste do Rio.
A festa é a comemoração de fim de ano do 18º batalhão e acontece no espaço Lornier, em Vargem Pequena. De boné, camisa regata, bermuda e tênis, ele cantou alguns de seus sucessos para a plateia de funcionários, como informa o jornal Extra.
Vale lembrar que, desde de que foi agredida, Ellen deixou a residência onde morava com o cantor e entrou com pedido de medida protetiva contra ele. Naldo irá responder por lesão corporal, ameaça e injúria e, se condenado, pode pegar até sete anos de prisão. O ex-casal tem uma filha de 2 anos e nove meses.
Naldo Benny estava escalado para a próxima temporada do Dancing Brasil de Xuxa Meneghel. Agora a dúvida gira em torno da participação dele no programa. O TV Foco procurou a assessoria de imprensa da Record que afirmou que o nome do cantor ainda não havia sido divulgado oficialmente pela emissora como participante do programa: “A lista divulgada não foi oficial”, disse a emissora sobre uma suposta lista que foi divulgada recentemente nos meios que cobrem televisão e celebridades.

Com informações do site O TV Foco

VEJA TAMBÉM OUTRAS MATÉRIAS

1 comentário

  1. Estranho esse fato. O cara é enquadrado na Lei Maria da Penha. Acusado, com provas das agressões contra a esposa e o batalhão da policia militar contrata um cara desse pra cantar pra suas esposa? Algo ta errado meu amigo! Será que isso é verdade? Me parece contraditório! Primeiro o cara bate em mulher, depois tira self com policiais que também tem mulheres, em seguida O BATALHÃO contrata esse cara pra fazer show justamente pra mulheres de PMs que deveria ser contra a atitude desse covarde, mas vao é comemorar a saída do cara meu irmao!!! e tudo isso com o aval do Estado e ainda por cima, patrocinado com dinheiro público. Muito estranho essa atitude meu caro. Prefiro acreditar que essas informações estejam desencontradas porque se de fato, for verdade, colocaria em xeque a imagem do próprio Estado que tem o dever Constitucional e legal de proteger as mulheres mas que ao contrario, nesse caso deixou claro que mulher não tem direito de ser respeitado como ORDENA a nossa carta politica em seu artigo 5º. e demais leis leis de proteção as mulheres, Inclusive à propria Lei Maria da Penha. Seria dizer que pobre bater em mulher é Lei Maria da Penha, Rico que bate em mulher é 50 tons de cinzas. Dá licença. Com todo respeito, prefiro não acreditar nessa matéria

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *