Home / Notícia / Em Codó, evangélicos reclamam de som automotivo em posto de combustíveis

Em Codó, evangélicos reclamam de som automotivo em posto de combustíveis

Dezenas de evangélicos estão reclamando da forma abusiva como alguns paredões de som estão sendo utilizados em um posto de combustíveis localizado na Avenida Cristóvão Colombo, na Trizidela, município de Codó.

Cerca de 180 membros da Igreja Assembleia de Deus – Congregação Betel, estão indignados som alto no horário dos cultos religiosos e da falta de fiscalização por parte das autoridades.

A falta de respeito para com a vizinhança local e para com a igreja evangélica acontece todos os finais de semana. No sábado (10) um vídeo foi gravado comprovando o que está sendo denunciado.

Assista:

Legislação

Conforme a legislação, o som alto, assim como outros meios de perturbar o sossego, é considerado uma contravenção penal com prisão de até três meses ou multa. Já o Código de Trânsito estabelece punição para o som alto automotivo: infração grave (5 pontos), com penalidade de R$ 195,23 e retenção do veículo. Além disso, quem for pego perturbando “o sossego público” pode ser multado, mesmo sem medição do volume em decibéis.

2 Comentários

  1. A Cidade inteira sofre desta coisa abusiva e seria necessáriouma ação da Promotoria. Não é só os paredões, mas carro de som e etc.

  2. Mário Jackson Siqueira Bayma.

    A Cidade inteira sofre desta coisa abusiva e seria necessáriouma ação da Promotoria. Não é só os paredões, mas carro de som e etc.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *