Vereadora Maria Paz apresenta indicações solicitando asfaltamento de duas ruas de Codó

As chuvas que caíram em Codó causaram um grande estrago nas ruas do município, várias vias estão tiveram sua massa asfáltica prejudicada. Mostrando-se atenta com os problemas que afligem os codoenses, a vereadora Maria Paz apresentou nesta segunda-feira (22), duas indicações solicitando a recuperação de travessas que estão em situação crítica de trafegabilidade.
Indicação Nº 145/17
A primeira indicação apresentada foi a de Nº 145/17, que solicita ao prefeito Francisco Nagib a recuperação da massa asfáltica da 1º Travessa Goiânia, no bairro Santo Antônio.
“A 1º Travessa Goiânia, no bairro Santo Antônio, está intrafegável, pois carros e até pedestres não conseguem passar devido a um buraco enorme que surgiu no meio da via, por esse motivo apresentei a indicação de Nº 145/17 pedindo ao secretário Roberto de Araújo Albuquerque que atenda nossa solicitação e recupere imediatamente está rua que é de grande importância para aquela comunidade”, pediu a vereadora.
Indicação Nº 146/17
A segunda indicação solicita ao gestor municipal a recuperação emergencial da Travessa Rio Grande do Norte, bairro Nova Jerusalém. De acordo com a vereadora Maria Paz, os buracos na via estão ocasionando acidentes e por isso ela deve ser asfaltada imediatamente.
“Estamos apresentando a indicação de Nº 146/17, para que o prefeito possa se atentar a situação crítica da Travessa Rio Grande do Norte, pois as pessoas com deficiência, idosos e crianças estão com grande dificuldade para trafegar (…). Por isso, estamos aqui, pedindo que seja vista com mais urgência possível a situação dessa rua que é de grande acesso e de grande necessidade para os moradores dessa região”, finalizou a parlamentar codoense.

Ascom – Vereadora Maria Paz

Continue Reading

SEMA realiza primeira capacitação para criação do CBH do Rio Preguiças

A Secretaria de Estado de Meio Ambiente e Recursos Naturais (SEMA) realizou, no dia 19 de maio, em Paulino Neves, a primeira capacitação com municípios para criação do Comitê de Bacia Hidrográfica do Rio Preguiças. Essa primeira etapa envolveu as cidades de Barreirinhas, Tutoia e Paulino Neves.
10 municípios estão dentro da Bacia: além dos já citados, Santana do Maranhão, Anapurus, Santa Quitéria, Urbano Santos, Belágua, Santo Amaro e Primeira Cruz. Participam da ocasião representantes do poder público, usuários de água e sociedade civil.
“Tal iniciativa é de grande importância para a gestão das águas. E não só a SEMA, mas todos os que participam desse processo se comprometem a deixar um legado”, disse o Supervisor de Gestão Participativa da Superintendência de Recursos Hídricos, Daniel Silva da Luz.
De acordo com o Coordenador do Pré-Comitê da Bacia Hidrográfica do Rio Preguiças, Israel Diniz, “essa não é uma tarefa fácil, principalmente por causa da nossa geografia. Grande foram os esforços pra chegarmos até aqui, com a criação do pré-comitê e teremos muito mais na luta pela criação do comitê”.
Na ocasião, foram discutidos os seguintes temas: Caracterização da Bacia Hidrográfica do Rio Preguiças; Construção do conceito de Comitê de Bacia Hidrográfica com os participantes; Comitê de Bacia Hidrográfica no Contexto da Política de Recursos Hídricos.
Além disso, os representantes dos municípios presentes fizeram uma descrição da situação atual da Bacia do Rio Preguiças em cada localidade. “Foi um oportunidade olharmos a partir da visão deles, despertando em cada um o sentimento de pertencimento da bacia. E essa caracterização servirá como subsídio para a proposta que será elaborada Comissão do Pré-Comitê”, explicou o técnico da SEMA, Raimundo Nonato de Sousa.
A segunda fase da capacitação será Santana do Maranhão, Anapurus e Santa Quitéria; o terceiro bloco entra Urbano Santos e Belágua; já no terceiro bloco será a vez de Santo Amaro e Primeira Cruz.
A Bacia representa 2% da área total do Estado e 135 km de extensão, uma área de 6.707,91 km, sendo formada por três rios: Preguiças (o principal e em sua maior extensão), Negro e Cangatã.
Acom
Continue Reading

Governo do Maranhão estuda substituir carroças à tração animal por carros elétricos em São Luís

Carroças movidas à tração animal poderão ser substituídas por carros elétricos, em breve, em São Luís. A iniciativa, ainda em fase de estudo, é uma proposta do programa estadual Mais Renda, do Governo do Maranhão, para gerar qualidade de vida e melhores condições de trabalho aos carroceiros da Ilha.
O projeto é baseado em experiência da organização sem fins lucrativos ‘Cavalo de Lata’ na cidade de Santa Cruz do Sul, no Rio Grande do Sul. À frente da ONG, o engenheiro Jason Duani Vargas criou carros elétricos para evitar maus-tratos a cavalos.
O coordenador estadual do programa Mais Renda, Fábio Corrêa, esteve em Santa Cruz do Sul entre os dias 16 e 19 deste mês para conhecer mais sobre a ONG e a parceria desenvolvida com a prefeitura local, que irá alugar os carrinhos para coleta de lixo destinada à reciclagem.
Ainda não há data prevista para a implantação em São Luís, mas a Secretaria de Estado de Desenvolvimento Social (Sedes) já cadastrou 540 carroceiros divididos em oito polos da cidade, como São Francisco, Cidade Olímpica e Coroadinho, entre outros.
Segundo Corrêa, um dos oito polos será escolhido para testar o projeto. Além da distribuição de carrinhos elétricos, a fase experimental inclui a instalação de um galpão com prensa para reciclagem de lixo em local estratégico do polo escolhido.
“O secretário Neto Evangelista (Sedes) levou o projeto para o governador Flávio Dino, que gostou da ideia e quer implantá-la no Maranhão. O governador vai escolher o primeiro polo a receber o benefício”, diz Fábio Corrêa.
Cavalo de Lata
O modelo de carro elétrico é movido a bateria recarregável em tomada simples, com autonomia para percorrer 60 quilômetros e capacidade para transportar 500 kg. Se o carroceiro percorrer doze quilômetros por dia, andará de segunda a sexta sem recarregar o veículo. O custo por quilômetro percorrido gira em torno de R$ 0,02 a R$ 0,05.
Por meio do Mais Renda, os carrinhos elétricos serão destinados a profissionais de baixa renda que trabalhem com frete de entulho e coleta de lixo. Com a nova tecnologia, além desafogar o trânsito, os veículos trarão melhores condições de trabalho para os carroceiros.
“Melhores condições de trabalho trazem mais qualidade de vida e saúde para esses profissionais. Também visamos o aumento da renda dessas pessoas”, diz Corrêa. O Mais Renda também distribui equipamentos para venda de lanches e prestação de serviços de beleza, além de capacitar e prestar consultoria aos beneficiários.
“Esse projeto é uma forma de diversificar as atividades contempladas pelo Mais Renda, que já envolve o comércio de lanches e serviços de estética e beleza”, afirma Corrêa.

Ascom

Continue Reading

Aniversariante do dia – Pedro Belo

Nascido no dia 23 de maio de 1973, Pedro Ferreira Oliveira, popularmente conhecido como Pedro Belo, comemora hoje o seu 44º aniversário.
Pedro Belo foi vereador do município de Codó por dois mandatos consecutivos, de 2009 a 2016, candidato a deputado estadual em 2010, candidato a deputado federal em 2014 e candidato a prefeito em 2016.
Atualmente ocupa o cargo de Superintendente de Reordenamento Agrário e Desenvolvimento Territorial, no Governo do Estado do Maranhão.
O Blog do Marco Silva deseja muito sucesso e felicidades para este ilustre codoense.
Continue Reading

SEMA realiza mais uma expedição à Reserva de Recursos Naturais das Nascentes do Rio das Balsas

A Secretaria de Estado de Meio Ambiente e Recursos Naturais (SEMA), por meio da equipe da Superintendência de Biodiversidade e Áreas Protegidas, com o apoio do Batalhão de Bombeiros Ambientais do Estado do Maranhão (BBA) e do Laboratório de Geoprocessamento (LabGeo),  além de uma equipe multidisciplinar composta por servidores da SEMA e colaboradores externos, realizou, no mês de maio, mais uma expedição à Reserva de Recursos Naturais das Nascentes do Rio das Balsas.
Tal ação teve o objetivo de diagnosticar a real situação das nascentes do Rio Balsas e da biodiversidade local, como a avifauna, o inventário florestal nas nascentes, além das características físicas e identificação das unidades litoestratigráficas da região. Tais estudos estão em desenvolvimento pela SEMA para viabilizar um diagnóstico mais detalhado da área e, posteriormente, a atualização dos limites da Unidade de Conservação.
Até o presente momento, foi identificado que, no geral, a vegetação das áreas das nascentes encontra-se em bom estado de conservação, ocorrendo pontuais intervenções, tais como: atividades já consolidadas de plantios de grãos, queimadas e aterramento de veredas/áreas baixas, que também foram catalogadas para fins de investigação por imagens orbitais. Em relação ao estado de conservação de córregos e nascentes, verificou-se que, no que se referem às APP’s, as mesmas encontram-se, preservadas com intervenções pontuais.
Segundo a equipe, a vegetação da área pertence ao Domínio Cerrado, e a vegetação mais próxima à nascente é classificada como Mata de Galeria. Na oportunidade, foi possível identificar espécimes de grande porte, que demonstram sinais de conservação da área. O inventário florestal prévio contempla 21 espécies vegetais amostradas, dentre elas: a amescla, aroeira, bate caixa, buriti, buritirana, cachamorra, canjarana, farinha d’água, farinha seca, grudento.
Na ocasião, foram identificadas algumas fitofisionomias de Cerrado observadas na Reserva de Recursos Naturais da Nascente do Rio das Balsas: Campo sujo, Cerrado sensu stricto, Matas de Galeria e um remanescente de Cerradão. Esta última área apresenta grande relevância ecológica e estudos ambientais mais específicos deverão ser realizados com o intuito de estudar sua Fitossociologia e Diversidade Florestal.
Sobre a biodiversidade da fauna, foi possível detectadar 137 espécies de aves, assim, a área se destaca pelo seu potencial de manutenção da avifauna de transição e é considerada de grande importância para manutenção de espécies ameaçadas.
O conhecimento da avifauna dessa região, ainda é uma grande lacuna, sendo necessários mais estudos sistemáticos para o preenchimento da mesma. No entanto, foram detectados grandes bandos de Araras-azuis, espécie ameaçada de extinção, e áreas de nidificação dessa espécie próximas às Áreas de Preservação Permanente (APP). Portanto, outras expedições serão realizadas, com a finalidade de gerar informações mais detalhadas e relevantes que possibilitem o correto manejo da área e, consequentemente, a conservação das espécies e da área.
Segundo a Superintendente de Biodiversidade e Áreas Protegidas, Janaína Dantas, “os estudos em desenvolvimento são imprescindíveis para a conservação da região e poderão subsidiar a adequada gestão da Unidade de Conservação”.
Ascom
Continue Reading

Pré-candidato que Nagib apoiará para o senado recebeu doações da JBS e Queiroz Galvão nas eleições de 2014

Francisco Nagib (prefeito municipal de Codó) ao lado de Weverton Rocha (deputado federal e pré-candidato a senador)
O deputado federal Weverton Rocha vai ter que se explicar sobre sua relação promíscua com as empresas JBS e a construtora Queiroz Galvão, ambas alvos da Lava Jato.
Rocha não tem apenas relação com o advogado da JBS, Willer Tomaz, como também recebeu dinheiro do grupo empresarial nas eleições de 2014.
Em consulta à lista de Doadores e Fornecedores de Campanha de Candidatos, do site do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), a equipe de reportagem do Blog do Luís Pablo constatou que Weverton recebeu R$ 100 mil da JBS e também R$ 100 mil da Queiroz Galvão para sua campanha.
Os dados mostram que o recurso foi encaminhado como doação ao seu partido, o PDT. Os repasses foram feitos em cheque nos dias 02/10/14 (JBS) e 29/07/14 (Queiroz Galvão).
O parlamentar, que é pré-candidato ao Senado nas próximas eleições, precisa esclarecer ao povo do Maranhão o real motivo de duas empresas envolvidas no maior esquema de corrupção do país terem doado para sua campanha.

Fonte: Luís Pablo

Continue Reading

Estudantes universitários continuam sendo enganados pelo prefeito Francisco Nagib

Cerca de 500 codoenses se deslocam diariamente até a cidade de Caxias em busca da formação superior. Cada acadêmico paga mensalmente a quantia de R$ 280,00 pelo ônibus que transporta os estudantes universitários. O custo é considerado alto e se torna ainda maior se forem somados os gastos com alimentação, material de estudo e mensalidade da faculdade.
O impacto no bolso dos estudantes universitários de Codó seria menor se o prefeito Francisco Nagib tivesse cumprido a promessa de ajudar a custear o transporte dos acadêmicos, no entanto já se passaram quase quatro meses que as aulas iniciaram e o governo continua inerte com a situação dos alunos.
No início do ano letivo representantes da prefeitura se reuniram com grande parte dos acadêmicos, muitas promessas foram feitas e até agora nenhuma foi cumprida. A atitude de Francisco Nagib é totalmente diferente da adotada pelo ex-prefeito Zito Rolim, que durante todo o seu governo dava uma pequena, porem importante, contribuição para os estudantes universitários pagarem o transporte.
         Estudantes universitários em reunião realizada pela Prefeitura de Codó
Codoenses se sentem enganados
Na semana passada conversamos com três alunos da Faculdade de Ciências e Tecnologia do Maranhão – FACEMA, que se mostram insatisfeitos com a falta de sensibilidade de Francisco Nagib. Os estudantes foram categóricos ao afirmarem que foram enganados pelo atual prefeito de Codó.
“Esse prefeito aí, apesar de jovem, é uma vergonha para o povo de Codó, pois não tem nenhuma consideração pela classe dos estudantes universitários, nós fomos enganados por suas falsas promessas (…). Durante a campanha ele entrou nos ônibus é disse que iria nos ajudar a pagar o transporte, no entanto tudo não passou de estratégia para ganhar nossos votos. Estamos tristes e decepcionados com ele”, disse um dos acadêmicos.
Continue Reading

Prefeitura foge da responsabilidade e alunos são obrigados a fazerem as provas de forma manuscrita

No dia 17 do mês passado, o blog do Marco Silva publicou uma matéria que revelava uma denúncia envolvendo a Escola Municipal Santa Filomena, que fica no Bairro Santo Antônio, em Codó. Na matéria uma professora do 4º ano era acusada de ter cobrado duas resmas de papel A4 dos estudantes e teria ameaçado deixar sem provas quem não levasse o que estava sendo exigido pela instituição de ensino (reveja).
“É obrigação do governo fornecer material para as crianças e não os pais do aluno. Eu coloquei minha filha em uma escola pública foi exatamente por não ter condições de comprar os materiais exigidos pela particular, e agora minha filha pode perder a prova por causa disso, isso não pode acontecer”, disse, na época, a mãe de duas crianças que estudam na Escola Municipal Santa Filomena.
Nova denúncia envolvendo a mesma escola
Após a repercussão negativa da cobrança indevida de material escolar de uso coletivo, a direção da escola se reuniu com professores e os pais dos alunos do 4º ano e teria dito que tudo não passou de um mal entendido, pois a educadora não estava falando sério quando afirmou que os alunos que não levassem o papel ficariam sem provas.
Esta semana conversamos com dois pais de alunos do primeiro ano da mesma escola, que nos mostram as provas feitas por seus filhos na instituição de ensino. O material apresentado mostra que os estudantes foram obrigados a fazerem as provas de forma manuscrita e não impresso como corretamente deveria ser feito.

Um dos pais nos relatou que está revoltado com a maneira como seus filhos estão sendo tratados pelo atual prefeito de Codó.
“Eu não acredito que uma prefeitura desse porte não receba dinheiro suficiente para comprar papel para que nossos filhos possam fazer as provas de maneira correta, que é impressa. Meu menino tem apenas 6 anos e ainda não tem habilidade para fazer uma prova inteira escrita e ainda ter que responde-la”, disse o homem que não quis se identificar.
Responsabilidade é da escola
A lei 12.886/2013 sancionada pela presidente Dilma Rousseff, no dia 27 de novembro, proíbe a exigência dos itens de uso coletivo, como materiais de escritório ou de limpeza. Segundo a norma, a exigência é abusiva e os produtos devem ser de responsabilidade das escolas.
Continue Reading

DENÚNCIA DO LEITOR – Rua próximo à casa do prefeito de Codó é de fazer vergonha

O prefeito Francisco Nagib definitivamente perdeu o controle de seu governo. Como se não bastasse as ruas esburacas, agora lixos e entulhos começaram a tomar conta da cidade de Codó. Um leitor do Blog do Marco Silva enviou algumas fotos que mostram que uma rua no residencial Novo Milênio está cheia de muito lixo e entulho, o local fica muito próximo à casa do atual gestor do município.

O denunciante, que não quis se identificar, afirma que a via pública está interditada há mais de 60 dias e que as autoridades
Continue Reading

Residencial da Trizidela continua sendo ignorado pelo atual prefeito de Codó

O prefeito de Codó, Francisco Nagib está ganhando nota dez no quesito retaliação àqueles que por ventura decidirem mobilizar a massa para criticar seu governo, temos visto que aqueles que soltam o verbo e denunciam suas práticas certamente vão cair no esquecimento.
Como forma de exemplificar bem o que estamos colocando aqui, temos o caso dos moradores do Residencial da Trizidela que há vinte dias realizaram uma manifestação, bloqueando uma das vias de acesso ao bairro com pedaços de madeiras e galhos de árvores, ainda hoje a situação é a  mesma. Nem mesmo o lixo deixado no local foi retirado, como prova da teimosia do prefeito.
O Residencial da Trizidela possui quatro alternativas de entrada e saída porém a situação de dois desses acessos estão críticos.
O que os moradores reivindicaram era a melhoria na acessibilidade ao bairro e nada mais, porém nem mesmo a iniciativa de mandar desobstruir a via foi tomada e como forma de amenizar o problema, os próprios moradores quebraram pedaços de meio fio para que os veículos pudessem entrar e sair do bairro sem correr o risco de quebrar seus meios de locomoção.

Fonte: Blog do Bezerra

Continue Reading