Mesmo com 336 votos Afonso Neo é esquecido pelo prefeito Francisco Nagib

Afonso Neo

O comunicador codoense Afonso Neo tem cerca de 20 anos de experiência na área, com passagens por vários meios de comunicação da cidade, entre rádios e TVs. O bom trabalho desempenhado por onde passou, fez com que Afonso Neo adquirisse a simpatia de uma expressiva quantidade de pessoas em toda Codó.

Ciente da popularidade que tem em todo o município e com vontade de contribuir ainda mais com o desenvolvimento da cidade, o comunicador resolveu se arriscar na política, e lançou-se candidato a vereador pelo PDT, partido do prefeito Francisco Nagib.

Foto tirada no dia do lançamento da candidatura a vereador de Afonso Neo

Logo no primeiro ato de sua campanha, Afonso Neo mostrou força ao reunir uma grande quantidade de pessoas no lançamento de sua candidatura. Com a presença dos candidatos a prefeito Francisco Nagib e vice Ricardo Torres, o comunicador deixou evidente que não estava entrando na política para brincar. E o resultado veio no dia 02 de outubro de 2016, quando as urnas se abriram e foram contabilizados 336 votos de confiança para o então candidato a vereador.

Francisco Nagib, Afonso Neo e Ricardo Torres

Afonso Neo, segundo o que fomos informados, recebeu R$ 6 mil do PDT para bancar sua campanha, e como resultado entregou quase 350 votos, o comunicador gastou menos de R$ 18 por voto. Apesar de não eleito, mostrou que se tivesse com um pouco mais de dinheiro para estruturar sua campanha, certamente estaria entre os 17 vereadores eleitos.

Mas, mesmo depois de ter apoiado o prefeito que se elegeu nas últimas eleições e com todo o potencial comprovado através de seus votos, o prefeito Francisco Nagib, não se convenceu de que Afonso Neo seja merecedor de fazer parte de seu governo. Segundo informações obtidas pelo Blog do Marco Silva, o novo prefeito nunca chamou o comunicador para conversar, deixando todos que lhe apoiaram decepcionados com o governante da cidade.

Comentários somente via Facebook

VEJA TAMBÉM OUTRAS MATÉRIAS